sexta-feira, 14 agosto 2020 - 1:22

Braço do Norte é a primeira da Amurel a adotar protocolo de medicamentos para a Covid-19

Braço do Norte anunciou, através de uma live, na noite desta quinta-feira, 09 de julho, um novo protocolo de manejo de pacientes sintomáticos e com síndrome gripal, com isto, o Município disponibilizará os medicamentos hidroxicloroquina ou cloroquina, ivermectina, sulfato de zinco e vitamina D em suas farmácias, respeitando a prescrição do médico e a sua avaliação realizada individualmente em cada paciente para tratamento precoce.
O protocolo foi elaborado pelo diretor técnico da Secretaria Municipal de Saúde, doutor João Eugenio Henrique Heidemann e Silva, com participação da médica infectologista Elatanea Esteves de Almeida, com base nos Protocolos AMIB, ABRAMEDE, AMB – 2020, orientações do Ministério da Saúde, da Sociedade Brasileira de Infectologia, do Hospital Naval Marcílio Dias e da Organização Mundial da Saúde (OMS).
Conforme o diretor técnico, a intenção do protocolo é evitar que a doença passe do primeiro estágio para estágios mais avançados que exijam internação.
Ainda segundo o protocolo, a prescrição de qualquer medicação é de decisão e responsabilidade exclusiva do médico (Ato Médico). Principalmente as medicações que não existem consensos no seu uso para a Covid-19, a exemplo da hidroxicloroquina ou cloroquina, ivermectina, sulfato de zinco e vitamina D. Assim cabe ao médico a decisão de utilizar ou não.
De acordo com o diretor técnico do Hospital Santa Teresinha (HST), dr. José Nazareno Goulart Junior, não existe tratamento preventivo para a Covid-19. “O tratamento é realizado após aparecerem os primeiros sintomas”, comentou. “Além disso, os exames têm dias certos para serem realizados e é importante sempre buscar orientação médica”, finalizou.
Já o secretário de Saúde, Sérgio Fernando Domingos Arent, ressaltou a importância de quem estiver com sintomas gripais ligar para o Alô Braço do Norte (3658-2646/99937-1450) antes de procurar o Centro de Triagem para evitar um possível contato com quem já testou positivo. “O Centro de Triagem está em funcionamento todos os dias, de segunda a segunda, das 7 às 19 horas, com equipe técnica ampliada por conta da grande demanda. Desde o dia 25 março, data da implantação do Centro de Triagem, até hoje, quinta-feira, 09 de julho, foram atendidas 5658 pessoas e realizados 2193 testes. Só esta semana foram 1250 atendimentos e 350 testes”.
Na live, o prefeito, Beto Kuerten Marcelino, que contraiu a Covid-19, ficou recluso 14 dias e já está liberado para retornar às suas atividades, também realizou a prestação de contas relacionadas às Covid-19.
Segundo Beto, o Município recebeu, e estão depositados nas contas aproximadamente R$ 1.250.000,00 (um milhão e duzentos e cinquenta mil reais), sendo um depósito de R$ 95.412,71 do Ministério da Saúde, no dia 30 de março, R$ 84.944,95, do Ministério da Saúde, no dia 9 de abril, R$ 1.020.636,53, no dia 9 de junho, da Lei Complementar 173, R$ 27.554,42 da doação de 20% dos salários do prefeito, vice-prefeito e secretários, além de R$ 21 mil do Poder Judiciário. Além disso, a Câmara de Vereadores fez a devolução para o Município de R$ 200 mil, que foram repassados ao HST.
Já as despesas foram, até agora, de R$ 1.559.118,00, sendo que o Município fez um aporte de cerca de R$ 300 mil. “As despesas englobam a aquisição de máscaras, testes rápidos, de medicamentos, sanitização, cartilhas informativas, álcool em gel, totens, tendas, alimentos, horas extras, horas médicas, além do primeiro depósito de R$ 500 mil, em uma conta específica para auxiliar na implantação dos leitos de UTI do Hospital Santa Teresinha (HST)”, encerrou o prefeito.

Por Suham Dellatorre – Assessoria de Comunicação | JP5004SC

 

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-