19 maio 2024 - 9:40
- Anúncio -

Braço do Norte anuncia pacote de R$ 6 milhões em novas pavimentações

A obra na Rua Theodoro Bernardo Schlickmann, trecho entre a Avenida Felipe Schmitd e a Rua Irineu Bornhausen, que foi licitada.

Em seu retorno ao comando do executivo municipal, após licença de oito dias, o prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten Marcelino, anunciou o envio de R$ 6 milhões para a licitação para novas pavimentações.

Além da Rua Theodoro Bernardo Schlickmann, trecho entre a Avenida Felipe Schmitd e a Rua Irineu Bornhausen, que foi licitada nesta semana, com investimento de mais de R$ 530 mil, recursos do deputado Ricardo Guidi, outras oito ruas serão mandadas ainda em dezembro para a licitação.

De acordo com Beto, estão no novo pacote os primeiros metros de pavimentação asfáltica da Açucena (SC-370). O interior foi contemplado ainda com as ruas Augusta Coan Stapazzoli (Frigorífico Stapazzoli) e Sandro Peron Extekotter (Frigorífico D’Perone), no Baixo Pinheiral.

No Lado da União, serão licitadas as ruas Julieta Della Giustina Meurer (trecho 1 e 2) e Tancredo Westphal (próximo a Expedicionário Luiz Coan), ruas Huberto Rohden e Bento Joaquim Rogério, no Nossa Senhora de Fátima (próximo ao ESF) e rua Heitor Cunha, no bairro Bela Vista.

O prefeito agradeceu o empenho do deputado Julio Garcia, que intermediou recursos com o Governo do Estado, o Governo do Estado, a deputada Júlia Zanatta, e o deputado Ricardo Guidi. “Uma grande soma de esforços para que a população seja beneficiada. Além disso, mais uma vez estamos cumprindo os compromissos firmados com a população. Temos muito a melhorar, mas Braço do Norte já avançou muito. Seguimos trabalhando”, encerrou.

Serviço emergencial e tapa-buracos

Para amenizar a erosão causada pelas chuvas e recortes realizados pela Casan, nas ruas pavimentadas da cidade, a Secretaria de Infraestrutura segue realizando um serviço emergencial com asfalto frio.

No dia 30 de novembro, próxima quinta-feira, acontece a licitação da empresa que ficará responsável, por 12 meses, pelo tapa-buracos com asfalto quente para remendo superficial e profundo, lajotas, paralelepípedo de calçadas, lombadas e faixas elevadas. O investimento poderá chegar em até R$ 1,3 milhão.

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-