23 junho 2021 - 6:54

Acontece em São Ludgero de 21 a 28 de agosto a primeira “Semana Municipal da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla”

Com o tema “Protagonismo Empodera e Concretiza a Inclusão Especial” e os objetivos de garantir os direitos das pessoas com deficiências e sua inclusão social, e de conscientizar a sociedade sobre os métodos de prevenção aos diversos tipos de deficiências, bem como as causas, considerando os indivíduos nos diferentes ciclos de vida, podendo prevenir e diminuir em até 70% dos casos nas famílias, após iniciativa da vereadora Maria Marlene Schlickmann, aprovação dos vereadores e sancionada pelo prefeito de São Ludgero, Ibaneis Lembeck, o Iba, a Lei Ordinária nº 2.171/2019, acontece de 21 a 28 de agosto a primeira “Semana Municipal da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla”. Através do Projeto Prevenir, ao longo dos últimos anos, a Escola de Educação Especial de São Ludgero, mantida pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), anualmente, no mês de agosto, Mês da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, já vinha desenvolvendo inúmeras ações, que a partir de agora receberá um reforço público na difusão das informações junto a sociedade.

    Mesmo diante da pandemia Coronavírus várias ações serão desenvolvidas. A abertura acontece no dia 21 de agosto, com vídeo dos alunos que frequentam a Escola Especial da Apae falando sobre suas conquistas e dificuldades encontradas ao longo da vida. Além disso, boletins informativos serão postados nas redes sociais, vídeos com depoimentos das famílias sobre a importância da Apae e o trabalho realizado na vida de cada um irão circular, depoimentos e entrevistas com os autosdefensores das Apaes, representantes local, acontecerão e, ainda, atividades pedagógicas voltadas para o desenvolvimento da autogestão. Todas as Redes de Ensino do município, mesmo à distância, durante o período trabalharão o tema entre os alunos.

   A Diretora Geral da Escola de Educação Especial São Ludgero, Daniela Ouriques Nunes Vicente, diz que o trabalho de conscientização é de suma importância, pois segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), existem aproximadamente 500 milhões de pessoas com deficiência no mundo e 70% delas poderiam ser evitadas, através de cuidados básicos com a saúde antes da gravidez, na hora do parto e após o nascimento.

Colaboração: Bertoldo Kirchner Weber – Assessor de Comunicação | SC 01866 JP

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-