21 maio 2024 - 4:13
- Anúncio -

Ação contra proliferação do mosquito Aedes Aegypti, com participação do Exército Brasileiro, está acontecendo em São Ludgero

Está acontecendo hoje, terça-feira, 4 de abril, no bairro Nossa Senhora Aparecida, uma ação conjunta com a participação de profissionais da Secretaria da Saúde e soldados  do Exército Brasileiro, com o objetivo de combater a proliferação do mosquito Aedes Aegypti. Eles contam com o apoio da Secretaria de Obras, Viação e Urbanismo e é acompanhada pela Defesa Civil do Estado. São Ludgero possui um total de três casos confirmados de Dengue, sendo dois autóctones, ou seja, contraídos dentro do próprio município, e estão localizados no bairro que está acontecendo a ação.

         A ação iniciou com uma reunião às 8 horas no Auditório Municipal com 11 soldados do Exército Brasileiro comandados pelo Sargento Lima Souza, um total de 21 Agentes Comunitárias de Saúde (ACS) e 4 Agentes de Endemias da Secretaria da Saúde. Na ocasião, a Secretária da Saúde, Morgana Rech da Silva, e  a Coordenadora da Dengue no município, Enfermeira Greice Lessa Baldin, repassaram as orientações básicas, os direcionamentos necessários e sanaram todas as dúvidas. A Agente de Endemias, Aline Dutra, também fez orientações em relação aos trabalhos por equipes. O Sargento Castro, da Defesa Civil do Estado de Santa Catarina, pertencente a Regional de Tubarão, é quem está acompanhando e auxiliando na ação. O trabalho de campo, visitações e limpeza está acontecendo.

         A Secretária da Saúde de São Ludgero, Morgana Rech da Silva, enfatiza que a ação tem os objetivos de fiscalizar as residências, terrenos e comércios do bairro que é considerado infestado e tem dois casos confirmados de Dengue, reforçar informações importantes de prevenção e também orientar em relação aos sintomas e no caso de suspeita procurar atendimento médico na unidade de saúde ou na Unidade Sanitária Central de Saúde que funciona 24 horas por dia. “Além das inúmeras ações que estamos realizando ao longo dos últimos anos e meses, o setor público de São Ludgero está fazendo sua parte. Atualmente, estamos capacitando os profissionais de saúde para que consigam identificar rapidamente casos de Dengue, bem como a secretaria está preparada com insumos para tratamento da doença”, pontua. Ela completa afirmando que agora já existe o vírus circulando na cidade e é preciso que as pessoas usem repelente, além de eliminar a água parada. A ação conta, também, com a participação dos personagens Mosquitões que despertam a atenção das crianças e pessoas em geral.

              São Ludgero tem em execução um Plano de Contingência para enfrentamento do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Zika Vírus e Chikungunya.

       Não existe vacina para Dengue disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os principais sintomas da Dengue, após ser picado pelo mosquito com o vírus são febre alta, dor de cabeça, dor no corpo, náuseas e vômitos.

         São Ludgero é considerada uma cidade infestada pelo mosquito Aedes Aegypti. Atualmente possui 85 focos sendo monitorados. São 59 notificações, com 47 casos descartados, 2 autóctones, 1 importado e 9 casos suspeitos coletados.

         Denúncias e mais informações podem ser realizadas à Vigilância em Saúde pelo Whatsapp 3657 1938. Atendimento no fone fixo, inclusive a cobrar, ligando para 3657 1474.

           Bom exemplo – Dona Marília Espíndola, 85 anos, reside no bairro Nossa Senhora Aparecida há mais de 30 anos. Ela é um dos exemplos positivos que devem ser seguido. “Tenho várias plantas e mesmo assim não deixo água parada. Tenho conhecimento do que o mosquito pode trazer de ruim e é por isso que faço a minha parte. Gosto de tudo organizado e limpo”, disse.

Colaboração: Bertoldo Kirchner Weber – Assessor de Comunicação Município de São Ludgero

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-