14 julho 2024 - 4:41
- Anúncio -

A força que vem o incentivo. Vôlei Mampi colhe os frutos no esporte de alto rendimento

Criciúma é destaque no estado de Santa Catarina em muitos setores e um deles é, sem dúvidas, o esporte. E não estamos falando apenas de futebol. É daqui do Sul o maior time de vôlei feminino, o Vôlei Mampi, que há pouco mais de um ano e meio de atuação, celebra conquistas e almeja um futuro promissor no desempenho de atletas e no desenvolvimento social da região.

“Nós estamos muito felizes com o desempenho da equipe, mas é importante ressaltar que tudo isso só foi possível graças aos nossos maiores incentivadores, que são o Mampituba, a Farben, a Radar, a Unesc e o Município de Forquilhinha, além de outros diversos apoiadores que também acreditam no esporte e investem na transformação social por meio do nosso projeto”, comentou o técnico do time, Luciano Iribarrem Carvalho.

Nesta semana, o clube recebeu uma visita especial. O prefeito de Forquilhinha, José Cláudio Gonçalves, foi conferir de perto o trabalho desenvolvido pela equipe técnica e, é claro, conhecer as atletas.

“O esporte é fundamental para a vida do ser humano, principalmente das crianças e jovens. O esporte socializa, faz integração e faz com que tenhamos sonhos e que lutemos para realizar. A parceria entre Mampituba e Forquilhinha tem trazido muitas conquistas e isso não é gasto, é investimento”, enalteceu o prefeito.

O presidente do Mampituba, Larciney Antônio Fabris, reforça a importância de parcerias como a da Prefeitura de Forquilhinha para a formação de atletas no vôlei. “Uma honra estarmos juntos nesse projeto que já está dando frutos positivos. Estamos construindo uma nova história no vôlei criciumense, da região e de Santa Catarina competindo a altura em nível nacional. Para nós é uma honra”, destaca o presidente.

Vitórias alcançadas

O projeto do vôlei Mampituba/Radar/Forquilhinha/Unesc, nasceu em janeiro de 2021 e de lá pra cá vem conquistando uma posição de destaque em Santa Catarina e já se coloca entre os melhores clubes do Brasil. Entre as principais vitórias estão, dois títulos de campeão estadual sub-20 e atualmente o título de campeão nacional sub-20. Outra vitória guardada com carinho pelo time foi o título na fase classificatória do campeonato brasileiro sub-19, disputado em casa.

Recentemente o time foi vice-campeão nos Jogos Escolares de Santa Catarina, o JESC, uma das competições mais esperadas do ano no estado. Além de conquistar o segundo lugar no campeonato universitário.

Em pouco tempo de atuação, o Vôlei Mampi já soma também três convocações para a seleção brasileira. As atletas Eduarda Leite, Micaelly Ferreira Rodrigues e Eduarda Dias Machado, tiveram um desempenho de destaque e tiveram participações defendendo a camisa oficial brasileira.

A equipe de voleibol feminino da Sociedade Recreativa Mampituba é integrante do projeto de formação de atletas que o Clube mantém por meio de convênio, através de editais, com o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC).

O projeto conta com o patrocínio da Fundação Municipal de Esportes de Criciúma, Prefeitura Municipal de Forquilhinha, Empresas Radar, Unesc, Farben, Bistek, MedSul, Cantinho da Massa, Urc, Strike, Levve Ortopedia, Hotel Zata e Hotel Bormom.

Transformação social

O Vôlei Mampi tem, na sua essência, a transformação social por meio do esporte, por isso, mantém ativo cinco núcleos que atendem 250 crianças semanalmente. Os núcleos estão nos municípios de Nova Veneza (distrito de Caravágio), Siderópolis, Forquilhinha, Bairro da Juventude e Unesc.

“As empresas que apostam no Vôlei Mampi estão contribuindo para um futuro melhor de centenas de crianças. Não são apenas aulas de vôlei, é a prática do esporte, disciplina e inclusão social”, assegura o técnico.

As escolinhas de vôlei feminino da S.R. Mampituba são financiadas através da Lei Federal de Incentivo ao Esporte (LFIE).

Colaboração:  Paula Daros Darolt/Sensa Comunicação

spot_img
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-
<