22 setembro 2021 - 2:20

13º Simpósio de Suinocultura: novas tecnologias são imprescindíveis para a produtividade na suinocultura

A criação de suínos no Brasil carrega reconhecimento mundial. Apesar de ganhar todo esse respaldo do mercado, é sempre necessário traçar novas metas e buscar constantemente ganho em eficiência e produtividade. As novas tecnologias aplicadas na suinocultura são aliadas para essa missão e foram tema do painel Tendência de Futuro, nesta terça-feira (10), no 13º Simpósio Brasil Sul de Suinocultura (SBSS), evento promovido virtualmente pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas (Nucleovet).

O zootecnista Gustavo Freire Resende Lima focou sua palestra nas inovações na área de ambiência para a suinocultura. Ele abordou a pulverização do mercado brasileiro, que conta com grandes empresas, porém tem Unidades Produtoras de Leitão (UPL) pequenas; fez análises financeiras, trouxe referências de custos para projetos, detalhes técnicos e comparações entre instalações mais antigas e galpões modernizados.

Gustavo salientou que a suinocultura tem, hoje, a mão de obra como um grande gargalo e que a tecnologia pode ser decisiva para solucionar esse obstáculo. Nesse quesito, investimentos em climatização são imprescindíveis para otimizar os custos da produção de suínos.

“O custo operacional dos galpões é elevado. Uma saída para a otimização dos projetos é o investimento em isolamento, que hoje é mínimo.  Conviver com exaustores ligados o dia todo em uma UPL ou numa creche é muito desconfortável e o custo é altíssimo. Qualquer investimento que a gente faça que nos impeça de gastar em custo variável é bem-vindo”, ponderou.

Gustavo ainda abordou a robotização em galpões. Ressaltou que os produtores devem estar atentos para a biologia do crescimento, conceitos de produção e para detalhes técnicos a serem pensados num projeto de climatização, como o volume do vento e a velocidade do ar.

“Nossa suinocultura se organiza de forma bem produtiva e está cada vez mais tecnificada. Para um futuro de médio e longo prazo há oportunidades de ganho em controle de ambiente e também em redução de custos operacionais em granjas climatizadas”, finalizou o zootecnista.

12ª BRASIL SUL PIG FAIR

Em torno de 60 empresas de tecnologia, sanidade, nutrição, genética, aditivos e equipamentos para suinocultura participam da 12ª Brasil Sul Pig Fair, que acontece em paralelo ao 13º Simpósio Brasil Sul de Suinocultura (SBSS). Os eventos, promovidos pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas (Nucleovet), começaram nesta terça (10) e vão até quinta-feira (12).

APOIO

O 13º SBSS tem apoio da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), do Conselho Regional de Medicina Veterinária de SC (CRMV/SC), da Embrapa, da Prefeitura de Chapecó, da Unochapecó e da Sociedade Catarinense de Medicina Veterinária (Somevesc).

PROGRAMAÇÃO DO 13º SIMPÓSIO BRASIL SUL DE SUINOCULTURA 2021

Data 11/08/2021

13h30 às 13h35 – Painel Biosseguridade (atualização da PSC/PSA)

13h35 às 14h15 – Peste Suína Clássica: o que o Brasil está fazendo e qual o risco para a nossa suinocultura.

Palestrante: Guilherme Takeda

14h15 às 14h35 – Discussão

14h40 às 15h20 – Peste Suína Africana: o que mudou até o momento. Uma atualização da situação mundial.

Palestrante: Leandro Hackenhaar

15h20 às 15h40 – Discussão

15h40 às 15h55 – Intervalo

15h55 às 16h – Painel Antimicrobianos

16h às 16h40 – Uso prudente de antimicrobianos na suinocultura: qual o nosso caminho?

Palestrante: Jalusa Deon Kich

16h40 às 17h – Discussão

17h05 às 17h45 – Estratégias nutricionais em programas alternativos aos antibióticos.

Palestrante: Vinícius Cantarelli

17h45 às 18h05 – Discussão

Data 12/08/2021

13h30 às 13h35 – Painel Nutrição

13h35 às 14h15 – Nutrição de precisão: em busca da máxima eficiência.

Palestrante: Mário Penz

14h15 às 14h35 – Discussão

14h40 às 15h20 – Visão estratégica de ingredientes nutricionais (mercado internacional e impacto interno).

Palestrante: Uislei Orlando

15h20 às 15h40 – Discussão

15h40 às 15h55 – Intervalo

15h55 às 16h – Painel Sanidade

16h às 16h40 – O que não vemos: micotoxinas e suas interações (vacinas, performance, CDRS, desafios entéricos).

Palestrante: Paulo Dilkin

16h40 às 17h – Discussão

17h05 às 17h45 – Papel dos agentes primários e secundários no Complexo de Doença Respiratória dos Suínos e suas interações (foco em Influenza, Mh e APP).

Palestrante: Djane Dallanora

17h45 às 18h05 – Discussão

Fonte: MB Comunicação Empresaria

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-