23 setembro 2021 - 12:22

“143 anos de fundação de Urussanga”

“Cultivando nossa maior tradição”: o amor por Urussanga

De acordo com dados constantes dos arquivos do Museu Histórico de Laguna, pode-se dizer que foi em 1774, que o Capitão de Ordenanças Manoel Souza Porto foi o descobridor do local onde atualmente situa-se o município de Urussanga.

Com o seu falecimento, os seus sucessores se desviaram, abandonando a região. Em 1808 foi procedida uma vistoria do terreno pelo Juiz Ordinário Alferes Leandro Machado Nunes e, em 21 de novembro de 1876, o Governo Imperial designou o Engenheiro Joaquim Vieira Ferreira para dirigir o povoamento das cabeceiras do Rio Tubarão.

Aqui chegando, após os preparativos para entrar na mata virgem, subiram o Rio Tubarão até a localidade de Pedrinhas. Assim que chegou ao local, onde sua família e as de seus auxiliares, o engenheiro e sua equipe embrenharam-se na mata, abrindo picadões, demarcando a área a ser ocupada e dividindo-a em lotes coloniais para a localização dos primeiros imigrantes, que chegariam pouco tempo depois.

O Engenheiro Joaquin Vieira Ferreira volveu suas visitas para o vale do Rio Urussanga, demarcando os seus lotes e localizando a sua sede, em forma triangular, na confluência dos Rios dos Americanos e Urussanga, aproveitando a configuração natural do terreno.

A 26 de maio de 1878, chegam a Urussanga, vindos de Longarone, Província de Belluno, Região do Vêneto, os primeiros imigrantes italianos. Por essa razão, esta é a data oficial de fundação da Cidade.

Hoje, passados 143 anos de existência, Urussanga, consagrada como principal núcleo da Colonização Italiana do Sul do Estado, é muito conhecida pela peculiar e saborosa gastronomia, produção de bons vinhos e espumantes com a única indicação de procedência do Estado de Santa Catarina.

É detentora do maior e mais expressivo patrimônio histórico e arquitetônico da etnia italiana no Estado, bem como na preservação da tradição, usos e costumes dos antepassados como a língua italiana, as canções e a alegria das festas culturais tradicionais: Vindima Goethe, Ritorno Ale Origini e Festa do Vinho.

“Cultivando nossa maior tradição”: o amor por Urussanga

Com o slogan “Cultivando nossa maior tradição”: o amor por Urussanga, queremos enfatizar à todos os munícipes o amor que essa terra representa aos nossos corações, aos apaixonados pela cultura, pela história de nossos antepassados que corajosamente deixaram sua pátria mãe, para iniciar uma jornada ao novo continente.

Para as comemorações dos 143 anos de fundação de Urussanga, a Administração Pública Municipal, através das Diretorias de Cultura e Turismo, elaborou uma singela programação, para o próximo dia 26 de maio.

Em virtude de ainda estarmos em enfrentamento a Pandemia de Covid-19, o evento seguirá todos os protocolos de segurança de saúde pública, evitando a aglomerações de pessoas e respeitando o distanciamento social.

Estaremos comemorando esta data com uma retrospectiva fotográfica, onde serão expostos na Praça Anita Garibaldi 26 banners, número este alusivo ao dia da fundação de Urussanga, evidenciando assim, momentos atuais e manifestações tradicionais vivenciadas ao longo de sua história, sendo eles:

1 Agricultura, 2 Alegria, 3 Artesanato, 4 Carvão, 5 Celebração -Brinde, 6 Centenário, 7 Educação, 8 Empatia, 9 Esperança, 10 Família, 11 Fé /Religiosidade, 12 Festa do Vinho, 13 Gastronomia, 14 Magnólia Branca, 15 Patrimônio Histórico, 16 Polenta, 17 Presente, 18 Progresso, 19 Ritorno Alle Origini, 20 Saúde, 21 Solidariedade, 22 Tradição, 23 Vindima, 24 Vinho, 25 Imigração e 26 Turismo.

O dia 26 terá seu toque de alvorada com ressoada festiva dos sinos da torre à partir das 9 horas, na Praça Anita Garibaldi ocorrerá a tradicional cerimônia de Deposição da Corbelha de Flores, no Monumento ao Imigrante Italiano do chafariz, executada pelas autoridades municipais e representantes culturais, em memória ao fundador e aos bravos imigrantes que colonizaram Urussanga.

As 15 horas será realizada a Santa Missa na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, cerimônia concelebrada pelos párocos de Urussanga e região e presidida pelo Bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inácio Flach. A missa será cantada pelo Coral Santa Cecília e professores da Escola de Música do Município.

Após a cerimônia serão distribuídas fatias de bolos aos presentes com o intuito de confraternizar e compartilhar a prosperidade e a alegria deste importante momento.

Fonte: Ascom/Urussanga

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-