27 setembro 2020 - 4:56

Tribunal de Justiça nega pedido de retorno ao cargo de ex-prefeito de Gravatal

Três meses após ter o mandato cassado, o ex-prefeito de Gravatal Edvaldo Bez de Oliveira (MDB), o Vardo, teve o pedido para voltar ao cargo indeferido pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina, Rodolfo Tridapalli. Com a decisão, Wanderlei Marega (MDB), que era seu vice, continua no comando do município.

“Não há como reconduzi-lo ao cargo de prefeito do município de Gravatal sem que algum ato ilegal tenha sido praticado pela Comissão (Parlamentar de Inquérito da Câmara de Vereadores) responsável pela condução do processo de cassação”, justifica o desembargador.

O mandato de Vardo foi cassado pelos vereadores. O até então prefeito foi acusado de repassar um duodécimo menor do que o Legislativo tinha direito – R$ 70 mil em vez de R$ 180 mil; teve reprovada a prestação de contas sobre o aluguel de máquinas agrícolas; e também não respondia aos questionamentos feitos pelos vereadores.

Fonte: Diário do Sul

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-