28 setembro 2020 - 4:04

Testes de Covid-19 pelo Laboratório Búrigo apontam cerca de 15% de resultados positivos

Dominante nos noticiários, o coronavírus teve sua primeira confirmação de um sul catarinense contaminado há 24 dias pela Secretaria de Estado da Saúde. Desde então o poder público e estabelecimentos privados vêm se esforçando para oferecer testes e, com o maior número possível de diagnósticos, chegar a um panorama mais próximo da realidade. Na rede de unidades do Laboratório Búrigo, os exames feitos em 14,79% indicaram a presença do anticorpo do vírus da Covid-19.

Pessoas das três microrregiões do Sul de Santa Catarina (Amrec, Amesc e Amurel) se submeteram aos testes e todos os resultados positivos são encaminhados pela empresa às autoridades de saúde. Diferente da rede pública, onde preferencialmente os casos mais graves fazem os exames para detecção do coronavírus, a rede privada não tem essa restrição, o que permite assintomáticos fazerem a testagem. No Laboratório Búrigo 33% dos que tiveram infecção comprovada não chegaram a desenvolver sintomas.

A detecção do vírus em assintomáticos se deve à metodologia do exame, explica o bioquímico e diretor da empresa, Renan Búrigo. “Os testes imunológicos comprovam que a pessoa entrou em contato com o vírus e desenvolveu imunidade. Pelo que estamos observando até o momento, os testes ficam positivos a partir de 10 dias após o inicio dos sintomas. Por isso, a preocupação quanto aos “falsos negativos”, no período de incubação da doença, é muito provável que os testes imunológicos não identifiquem”, explica.

O compilado, pondera Renan, não oferece uma base científica sobre como a epidemia está na região, mas indica que o lockdown (medidas de isolamento) ajudou a não difundir o vírus e que uma parcela grande da população não está contaminada. “Diante disso é fundamental a manutenção rigorosa de todos os cuidados de higiene repetidos nas últimas semanas”, orienta o bioquímico.

Testes: imunológico e PCR

O Laboratório Búrigo está aplicando dois dos principais tipos de testes oferecidos para a identificação do Coronavírus. O imunológico, como o próprio nome sugere, identifica a resposta do sistema imunológico ao vírus, ou seja, ele aponta se o paciente teve o contágio do vírus ao detectar a produção de anticorpos. Tem a finalidade de mostrar se houve contato com o coronavírus, mesmo se não desenvolveu a doença ou seus sintomas. O mais indicado para definir a presença do vírus em si é o método PCR, por biologia molecular, que revela se o vírus está agindo no organismo.

Novos envios de testes temporariamente suspensos

A necessidade mundial de aumento do número de testes está impondo dificuldades aos fabricantes de entregarem todos os pedidos. Os testes, todos importados da China, estão temporariamente sem envio e deverá ocorrer desabastecimento do mercado nos próximos dias. O Laboratório Búrigo não possui mais unidades e aguarda a próxima remessa.

Colaboração: João Pedro Alves

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-