sexta-feira, 10 julho 2020 - 11:39

Tempos de isolamento social fazem crescer procura por coleta domiciliar

 

Os reflexos no comportamento social em tempos de pandemia estão evidentes, mesmo com o relaxamento das medidas de isolamento iniciadas pelo Governo do Estado há quase 50 dias. Uma das principais mudanças provocadas pela pandemia de Covid-19 está na permanência em casa e a consequente adesão por mais serviços que não exijam colocar o pé para fora do cercado. No mercado de saúde se percebe o crescimento de serviços como a nova telemedicina e as coletas domiciliares para exames.

A retirada de amostras externas está longe de ser novidade. No Sul Catarinense o Laboratório Búrigo oferece o serviço há 20 anos. Idosos, pacientes com dificuldade de locomoção ou quem procurava a comodidade em razão de tempo sempre foram os usuários mais ativos e agora a empresa percebe a adesão de públicos diferentes em razão da pandemia. “As pessoas estão num momento de sair pouco de casa por diversas razões conectadas ao cuidado e a prevenção com a própria saúde. A coleta domiciliar faz a junção desses dois pontos, possibilitando que continuem cuidando da prevenção, em exames pontuais ou de rotina”, comenta Renan.

As práticas de atendimento das equipes de coleta seguem um padrão para proteção de pacientes e dos técnicos responsáveis, com aprimoramentos especiais para os tempos de Covid-19, como a distância. “Todo o processo é muito seguro, com uso de todos os EPIs mesmo fora do período dessa pandemia ou da H1N1 por exemplo. Há um treinamento específico para esse serviço pela especificidade de entrar em ambientes muito pessoais, sejam casas ou escritórios, mantendo o mesmo padrão do que é feito nas unidades de atendimento”, ressalta o líder do setor Pré-Analítico do Laboratório Búrigo, Leandro de Costa.

O serviço de coleta externa do Laboratório Búrigo é realizado nas oito cidades onde a empresa possui unidades – Criciúma, Cocal do Sul, Içara, Urussanga, Orleans, Braço do Norte, Forquilhinha e Araranguá – mediante agendamento pelo telefone/WhatsApp (48) 3437-3131.

João Pedro Alves – Jornalista SC 04171JP

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-