17 maio 2022 - 2:13

Subestações de várias regiões do estado passam por reforma neste ano

Iniciou neste mês, as obras para reforma das instalações de quatro subestações (SEs) da Celesc, Criciúma Floresta, Lauro Muller, Maracajá e Morro da Fumaça, localizadas em municípios da Região Sul do estado. Serão investidos cerca de R$ 154 mil para manutenção dos telhados, pintura, instalação de barreiras de segurança, elevação dos muros, instalações sanitárias, entre outras melhorias. A conclusão dos trabalhos está prevista para julho deste ano.

“É imprescindível que esses locais passem por manutenção constante, principalmente preventiva, não só do sistema de potência, mas também das estruturas civis, visando além da preservação do patrimônio, a segurança do local e a continuidade do abastecimento de energia”, avalia o gerente do Departamento de Administração da Celesc, Jorge Pereira.

Jorge explica que as reformas fazem parte de um projeto amplo para manutenção das subestações em todo estado. Somente na Região Sul, estão previstos trabalhos em 12 subestações.

O gerente da Divisão de Manutenção e Conservação, Alexandre Mathioni, explica que a empresa lançou licitação para manutenção de oito subestações no Sul do estado que, a partir deste mês, estão em processo de análise dos editais.

Próximas etapas

Haverá licitação também para reformas de cinco subestações em regiões da Grande Florianópolis: Coqueiros, Trindade, Ilha Norte, Ingleses e Palhoça Aririú. Essas unidades foram selecionadas após levantamento sobre o estado de conservação das estruturas, levando em conta as subestações com necessidades mais urgentes.

O gerente da Divisão de Manutenção e Conservação, Alexandre Mathioni, explica que processo similar será adotado para as demais regiões do estado. “Optamos por atender de forma regionalizada para otimizar o trabalho de levantamento e fiscalização das equipes de manutenção, já que, além das subestações, também estão sob nossa responsabilidade os trabalhos nas edificações administrativas”, pontua.

Em paralelo, também estão em execução obras de construção dos muros da Subestação Quilombo, já em fase de conclusão; da Subestação Rio Negrinho, que iniciou na última semana; e da Subestação Papanduva, que acabam de ser homologadas.

Segurança nas subestações

Para melhoria da segurança das subestações, além da elevação dos muros e instalação de barreiras de segurança, também está prevista a substituição de portões e portas que apresentam vulnerabilidade. Essas intervenções se somam a outras medidas, como a instalação de sistema eletrônico de monitoramento, que hoje já atende 110 subestações. Até o final deste ano, 100% das unidades serão atendidas. Atualmente, a Celesc Distribuição conta com 173 subestações em sua área de concessão.

Colaboração: Comunicação Celesc

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-