quarta-feira, 12 agosto 2020 - 2:48

Sideropolitanos se tornam agentes voluntários da Defesa Civil

A Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), agora passa a contar com mais 58 agentes que trabalharão de forma voluntária em emergências, prevenções ou diminuição das consequências de eventos climáticos desastrosos. A formatura aconteceu no Salão Ouro Negro, no Paço Municipal Marcos Rovaris, em Criciúma. A iniciativa foi do Governo Municipal, por meio da Defesa Civil de Criciúma, com apoio da Secretaria de Estado da Defesa Civil e Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC). Siderópolis contou com quatro participantes.

“São mais 58 pessoas que deixam a comodidade de seus lares para prestar serviço voluntário, onde o retorno afetivo e do dever cumprido são muito maiores que o retorno financeiro. A Defesa Civil é uma instituição de credibilidade e trabalhar prevenindo e salvando vidas deve ser um orgulho para todos”, destacou o vice-prefeito Ricardo Fabris, durante a entrega dos certificados.

O chefe da Defesa Civil estadual, coronel João Batista Cordeiro Junior, também participou da solenidade e enfatizou o trabalho da Defesa Civil no Sul do Estado. “É sempre uma honra estar aqui no Sul e ver de perto o trabalho feito pelos profissionais. Estamos muito bem preparados e agora temos um reforço muito grande com os novos agentes. Com tudo isso quem ganha é a população”, afirmou o coronel.

Os novos agentes participaram de 15 dias de capacitação com disciplinas de noções básicas de Defesa Civil, entre outras atividades divididas entre 45 horas/aula. Com a formatura eles passam a prestar 120 horas/anuais registradas em escalas de trabalho, com prestação de contas. Eles atuarão em situações de crise, palestras, eventos.“É muito importante ter pessoas se tornando voluntários e interessados em se capacitar para que em uma eventualidade estejam prontos em nos ajudar nos momentos de crise. E com certeza esses voluntários poderão dar a essas pessoas afetadas um primeiro atendimento e amparo no momento de desespero”, destacou a Coordenadora Municipal de Proteção e Defesa Civil de Siderópolis, Jéssica Destro.

Com informações Antonio Rozeng/Amrec

Área de anexos
- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-