29 setembro 2020 - 5:36

Residentes da área de saúde começam a receber bonificação do Ministério da Saúde

Como incentivo aos residentes para atuarem no enfrentamento à COVID-19, o Ministério da Saúde está pagando uma bonificação de R$ 667,00, dentro da Ação Estratégica “O Brasil Conta Comigo – Residentes na Área de Saúde”, promovida pela Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES/MS). A bonificação será concedida aos 55.618 residentes cujos dados de atividade foram informados pelos programas e estão ativos. O Banco do Brasil é o agente pagador das bonificações aos profissionais de saúde.

Desde o último sábado (09/05), os residentes podem baixar o aplicativo “Carteira Digital bB”, disponível gratuitamente nas lojas Apple Store e Google Play, e efetuar o cadastro para receber a bonificação.


Leia também:


A liberação do primeiro pagamento ocorrerá gradualmente, de 13 a 15 de maio, por ordem alfabética dos nome dos beneficiários:

  • 13/05 – Nomes iniciados com a letra A
  • 14/05 – Nomes iniciados entre as letras B e K
  • 15/05 – Nomes iniciados entre as letras L e Z

Os próximos pagamentos serão realizados todo quinto dia útil de cada mês, até o mês de outubro de 2020.

Conforme Portaria nº 580, de 27 de março de 2020, o valor será pago, a título de bonificação, aos residentes que estejam cursando programas de residência médica e residência em área profissional da saúde, pelo prazo de seis meses.

Do total de 55.618 residentes, o Ministério da Saúde financia 22.266 bolsas de residência (13.489 bolsas de residência médica e 8.777 bolsas de residência em área profissional da saúde). As outras 33.352 bolsas são financiadas por outros órgãos ou entidades públicas federais, estaduais, distritais ou municipais, ou ainda por entidades sem fins lucrativos. É importante destacar que o Ministério da Saúde pagará a bonificação para todos os residentes.

Carteira bB – Como receber

Para ser cliente da Carteira bB, não é preciso abrir conta no Banco do Brasil, mas efetuar um simples cadastro no app, conforme passo a passo a seguir:

  • Baixar, em smartphone, a Carteira Digital bB, por meio dos serviços de loja de aplicativos Android ou IOS;
  • A Carteira Digital bB não é conta corrente e nem conta poupança. Ela tem apenas uma conta de pagamento digital do Banco do Brasil vinculada à transferência do benefício, no valor de R$667,00;
  • A Carteira Digital bB não cobra nenhum tipo de taxa ou tarifa para pagamentos, transferências e saques;
  • Após baixar a Carteira bB na loja de aplicativos, tocarem Criar Carteira bB e em seguida preenchero cadastro com CPF, nome completo, data de nascimento e número do celular;
  • Caso não seja possível concluir o cadastro, o beneficiário deverá entrarem contato com o Ministério da Saúde pelo e-mail residencia.covid19@saude.gov.br para verificar o motivo. Apenas os residentes com CPF em situação regular junto à Receita Federal poderão completar a instalação da Carteira Digital bB e receber os valores da bonificação;
  • No dia programado para o pagamento, o beneficiário deve acessar o aplicativo, tocarna opção RECEBER na tela principal do app, responderalgumas perguntas de identificação, conferir o valor a ser recebido e clicar em CONFIRMAR;
  • Pronto, o dinheiro já estará disponível na Carteira bB para ser transferido para uma conta do BB ou, por meio de um TED, para uma conta de outro banco, além de poder ser sacado nos mais de 42 mil caixas eletrônicos do Banco do Brasil. Tudo isso sem cobrança de taxas;
  • Para efetuar pagamento de contas, basta fazer a leitura do código QR gerado nas maquininhas Cielo ou presente nos estabelecimentos que recebem o pagamento via Carteira bB. Boletos com leitor de código de barras também podem ser pagos por esse sistema, que ainda permite a realização de transferências entre os usuários da Carteira bB.
  • Cabe ao residente conferir os dados relativos à operação, lembrando que o uso da senha é pessoal e de sua integral responsabilidade;
  • Não serão autorizadas as aquisições de bens e serviços em valores superiores ao saldo disponível na Carteira Digital bB.

O Ministério da Saúde e o Banco do Brasil não se responsabilizam em caso de compartilhamento de senhas a terceiros.

Fonte: Da Agência Saúde

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-