3 dezembro 2020 - 3:07

Projeto na Alesc pretende criar roteiro turístico da baleia franca

Incentivar o desenvolvimento do turismo regional e potencializar a atividade econômica nos municípios que recebem a visita da baleia franca, mamífero que busca as águas quentes do litoral Sul catarinense todos os anos. Esses são os principais objetivos do projeto de lei protocolado nessa semana na Assembleia Legislativa, que institui o “Roteiro turístico caminhos da baleia franca em Santa Catarina”. A proposta é de autoria do deputado Volnei Weber (MDB), representante da região no Parlamento catarinense e um grande entusiasta desse belo espetáculo proporcionado pela natureza.

“Todos os anos, entre os meses de junho e novembro, conseguimos avistar as belas baleias francas, principalmente nos municípios de Imbituba, Garopaba e Laguna. Mesmo do costão, conseguimos enxergá-las a olho nu, geralmente ao lado de seus filhotes, e nos encantamos com sua beleza. Nossa intenção com esse projeto é potencializar o turismo nesses municípios, conservar suas raízes culturais, buscar uma integração entre eles e fortalecer e ampliar o desenvolvimento através da geração de emprego e renda. O projeto autoriza ainda que o Governo do Estado busque parcerias com empresas privadas interessadas em investir no roteiro”, destacou o parlamentar.

O projeto de Volnei pretende ainda incluir o roteiro da baleia franca no mapa das regiões turísticas fomentadas pela Agência Oficial de Turismo do Estado, a Santur, além de criar um “passaporte turístico”, que terá várias finalidades, dentre elas a promoção e a divulgação de informações turísticas dos municípios relacionados, o fornecimento de material informativo impresso e o incentivo a prática do turismo como lazer. “Vamos utilizar a visitação às baleias como ponto central e convergente para incrementar o turismo e a atividade econômica da região, além de garantirmos recursos para manter o santuário desses belos animais preservado e intocado”, apontou Weber.

As baleias francas estão inseridas na lista de animais ameaçados de extinção. Já existe no litoral catarinense uma Área de Preservação Ambiental (APA) da espécie, o que vem garantindo maiores cuidados aos animais a aumento populacional. Todos os anos, cerca de 100 baleias migram do extremo sul do continente para as águas dos municípios catarinenses.

Equipe de Comunicação do Deputado Volnei Weber

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
a href="#">
-Anúncio-