terça-feira, 7 julho 2020 - 5:29

Projeto apoiado pela Fapesc cria pulseiras para ajudar pessoas com dificuldade de visão a encontrar estabelecimentos comerciais

Pessoas com dificuldade de visão ou cegos são desafiados diariamente ao andarem a pé nos centros urbanos. Além do deslocamento, é difícil saber quais estabelecimentos estão ao redor. Para resolver esse problema, três jovens de Blumenau desenvolveram a Pulseira Vision, ideia aprovada na última edição do Programa Nascer, realizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc) em parceria com o Sebrae/SC.

Na prática, a pulseira serve para informar o nome de lojas ou outros estabelecimentos. Assim, não será preciso abordar pessoas e perguntar. Cada comércio que quiser se tornar mais acessível, deverá ter um dispositivo chamado BlindBox, que emite um sinal contendo as informações do local e que serão recebidas pelo equipamento. Quando o usuário passar pela frente, sentirá uma vibração e poderá escolher se aceita ou não saber qual é o estabelecimento.

Anderson Cordeiro de Souza conta que a equipe usou o contexto catarinense para desenhar a solução. Segundo dados do IBGE, mais de 180 mil pessoas no Estado têm grande dificuldade ou não conseguem enxergar. “Mesmo com esse número, ainda não existem políticas públicas fortes para  o aumento da acessibilidade e para a inclusão. Assim, nosso projeto torna-se viável como uma ferramenta facilitadora, promovendo e aumentando o bem estar social dessa parcela da população”, justifica Anderson.

Junto com os sócios Dartagnan Scalon Machado e Érique Moser, Anderson conseguiu a aprovação no Programa Nascer e a partir de então conta com palestras, workshops e mentorias para amadurecer o projeto. “O programa Nascer está ajudando a nortear as ideias e esclarecendo para o grupo quais são os próximos passos e o que é necessário para a criação de uma startup”, completa.

Segundo o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, o objetivo do Programa Nascer é justamente capacitar negócios que estão na fase embrionária e dar apoio para organizar e fortalecer as ideias. “Assim, quando surgirem oportunidades de mercado ou mesmo de fomento, estes empreendedores estarão preparados. Este é o momento de aprender, errar, testar e seguir empreendendo”, explica.

Saiba mais sobre o Programa Nascer

O Programa Nascer é desenvolvido pela Fapesc em parceria com o Sebrae/SC. Na última edição, foram aprovadas 150 equipes nas 15 cidades onde há ou que irão receber os centros de inovação do Governo do Estado, como Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joaçaba, Jaraguá do Sul, Itajaí, Joinville, Lages, Rio do Sul, São Bento do Sul, Tubarão, Videira.

A equipe idealizadora da pulseira Vision foi selecionada em Blumenau. Cada participante recebe gratuitamente mentoria, além de passar por worshops e palestras com profissionais do mercado. Por causa da pandemia, todas as atividades são realizadas agora remotamente.

Inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para mais uma edição do Programa Nascer. Quem tiver uma ideia e quiser passar por uma pré-incubação, terá oportunidade de amadurecer a proposta e deixá-la pronta para ser incubada e receber investimento.

Os interessados devem ser inscrever diretamente na Plataforma da Fapesc plataforma.fapesc.sc.gov.br/fapesc até 30 de junho.

Fonte: FAPESC

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-