22 janeiro 2022 - 5:47

Polícias Militar e Civil desarticulam associação criminosa que atuava com comércio ilegal de armas

Na manhã desta quinta-feira (16), as Polícias Civil e Militar de Imbituba, com o apoio da Delegacia de Polícia de Garopaba e do Núcleo de Operações com Cães da Polícia Civil, deflagraram uma operação para cumprir sete ordens judiciais.

A ação teve o objetivo de apurar crimes previstos no Estatuto do Desarmamento, entre eles porte/posse ilegal, disparo e comércio ilegal de arma de fogo. Após diversas diligências, a Polícia Civil constatou a existência de uma associação voltada à comercialização de armas de fogo e munições em Imbituba.

No dia 12 deste mês, o principal investigado foi conduzido à Delegacia de Polícia de Imbituba por supostamente ter efetuado disparos com uma arma de fogo. Na ocasião, o suspeito foi autuado em flagrante e, recebeu liberdade provisória após o pagamento de fiança.

A Polícia Civil aprofundou as investigações e conseguiu demonstrar que o mesmo homem estava associado com outro suspeito na prática do comércio ilegal de armas de fogo. Além disso, foram identificados outros homens que estariam adquirindo essas armas. Ainda, o principal envolvido teria proferido ameaças se utilizando de armas de fogo contra pelo menos três moradores de Imbituba.

A Polícia Civil representou pela prisão preventiva dos dois principais investigados, assim como pela concessão de cinco mandados de busca e apreensão. Após manifestação favorável do Ministério Público, o Poder Judiciário de Imbituba decretou a prisão preventiva do principal investigado, determinou a aplicação de medidas cautelares (entre elas o monitoramento eletrônico) para outro investigado, e deferiu os cinco mandados de busca e apreensão. As ordens judiciais foram cumpridas nos bairros Sambaqui, Vila Nova Alvorada e Nova Brasília.

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-