25 setembro 2020 - 2:35

Planos de Gestão já podem ser conhecidos pelas comunidades escolares

Nesta quarta-feira, o processo para definir quem serão os diretores das escolas estaduais para a gestão 2020-2023 entra em uma nova fase, a de participação da comunidade escolar. A partir do dia 2 de outubro, estão disponibilizados no site da Secretaria de Estado da Educação (SED) os 1.343 Planos de Gestão Escolar (PGE), aprovados segundo os requisitos do Edital 1443/2019, que concorrem para a gestão de 996 unidades escolares em todo o estado. Os PGEs são públicos, podendo ser acessados por qualquer cidadão, basta acessar o sistema WEBGESC no portal da SED.

Nesta etapa, que vai de 3 a 20 de outubro, as comissões eleitorais escolares começam a organizar a defesa pública dos planos, divulgando, convidando a comunidade escolar a participar e definindo a data para apresentação do plano. Neste mesmo período, os proponentes irão apresentar seus planos à comunidade escolar. Em uma das datas determinadas no edital, 23, 24 ou 25 de outubro todos os alunos das séries finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, além de pais de alunos de até 18 anos e servidores em efetivo exercício da profissão na escola, poderão votar.

“Este é o momento em que todos os membros da comunidade escolar não só podem, como devem participar ativamente do processo de escolha. Nós conclamamos a todos para que participem efetivamente, conheçam as propostas de gestão, para que possam fazer as melhores escolhas neste processo democrático, melhorando cada vez mais a qualidade de educação no nosso estado” afirmou o secretário de estado da Educação, Natalino Uggioni.

Após a escolha e durante a vigência do PGE, o gestor e a comunidade escolar participarão de formações continuadas, estimulando o monitoramento da execução do plano com base em diagnósticos e dos indicadores que a escola produz. O responsável pelo plano de gestão escolhido inicia o trabalho no dia 2 de janeiro de 2020 e encerra no dia 31 de dezembro de 2023.

São 1.035 unidades escolares aptas a participarem do processo de escolha democrática. Naquelas que não tiverem proposição de planos aprovados dentro das normas, será escolhido um gestor temporário até que se abra um novo processo de seleção.

Fonte: Assessoria de Comunicação – Secretaria de Estado da Educação
- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-