29 setembro 2020 - 2:36

Pedagiamento da BR-101 Sul está no foco de atenções de Volnei Weber

A implantação do pedágio no trecho Sul da BR-101 está no foco do deputado Volnei Weber (MDB), que nesta quarta-feira (2) viajou a Brasília para obter informações do andamento do processo na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), e tomar conhecimento da linha de atuação do Fórum Parlamentar Catarinense no Congresso Nacional.

O deputado viabilizou na Assembleia Legislativa a aprovação da realização de uma audiência pública da Comissão de Transportes para debater o assunto em Tubarão, no dia 8 de novembro.

Weber diz que não é contra pedágios, mas não aceita a implantação de quatro praças de pedágios num trecho de 220 quilômetros, entre Paulo Lopes e Passo de Torres, nem tampouco uma tarifa provável acima de R$ 4,00 enquanto no trecho Norte o valor está em R$ 2,70.

Segundo o deputado, também é questionável o planejamento da ANTT para o retorno do pedagiamento à população usuária da rodovia. Embora se anuncie um investimento de R$ 6,5 bilhões no trecho, a maior parte dos recursos serão gastos com despesas de custeio, para a própria cobrança de pedágio. Embora devam se criar estruturas de apoio aos motoristas, feitas melhorias na iluminação e criadas passarelas de pedestres em pontos mais críticos, fato é que obras de maior peso, como construções de faixas adicionais e para a ampliação da capacidade de tráfego, só estão previstas a partir do 19º ano da concessão, até o 25º ano. “Isso é absurdo”, avalia Volnei Weber.

Fonte: Assessoria da Bancada do MDB

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-