28 setembro 2020 - 10:12

Orleans define Plano de Contingência para enfrentamento do Coronavírus

Uma coletiva de Imprensa aconteceu no passo municipal na tarde desta terça-feira, dia 17 de março, as 14 horas, para repassar informações sobre o plano municipal de contingência contra o Coronavírus (COVID-19).

Conforme a coletiva, medidas já estão sendo tomadas pela prefeitura, entre elas, a suspensão de atividades culturais, esportivas e religiosas.

Ao abrir a coletiva o prefeito Jorge Luiz Koch, ressaltou “Nós não queremos pecar por omissão diante desta pandemia. Por isso desde sexta-feira passada, o secretário de Saúde Fernando tem estado na linha de frente e tem se dedicado a realizar treinamentos dos profissionais para enfrentar a pandemia. Precisamos estar preparados”.

O prefeito ainda comentou que aqueles que assim como eu tem mais de 60 anos e fazem parte do grupo de risco, temos que tomar todos os cuidados,” pontuou.

“Nós estamos assinando hoje um decreto que foi elaborado baseado em decisões do Governo do Estado e da reunião da Amrec, que reuniu prefeitos e secretários ontem. São um total de 12 páginas. Neles a algumas decisões elementares – o primeiro fato que atinge a todos é a suspensão das aulas a partir de quinta-feira, 19.  Entre as medidas também a suspensão de eventos públicos com mais de 100 pessoas, além da recomendação para que os eventos privados também não sejam realizados, evitando, assim, aglomerações. Além disso, o horário de expediente dos servidores públicos municipais passa a ser em meio-período, das 12h às 18h, com exceção da secretaria de Saúde e Infraestrutura.

O vice-prefeito Mário Coan ressaltou que na verdade o coronavírus virou uma preocupação Global, visto que é uma mobilização que atinge o planeta. Não é diferente em nosso município. Nós além de nos preocuparmos com a questão de preservação das pessoas, também precisamos tomar as providencias ligadas a saúde, educação e principalmente ao comportamento humano. As pessoas precisam ter consciência que não estão de férias. Há ideia de paralisação é de isolamento, para que não aconteça a proliferação do vírus de maneira desenfreada. Por isso a atenção por parte das pessoas é muito importante,” alertou Coan.

Durante a entrevista, a secretária de Assistência Social, Landi Librelato, ressaltou que, especialmente os idosos, devem evitar ao máximo situações de aglomerações, tendo em vista que são mais vulneráveis a contraírem a doença. A recomendação é de atenção redobrada às ações de higiene e distanciamento social.

Capacitação dos Profissionais

O secretário de Saúde, Fernando de Fáveri, salientou que a comunidade deve se conscientizar e como mudar hábitos de comportamento e higiene, além de evitar lugares de aglomerados de pessoas.

“Vigilância epidemiológica está sempre atenta. Todas as doenças iniciam como uma endemia, quando se perde o controle elas se tornam um epidemia. No caso do coronavírus se transformou numa pandemia. Uma transmissão generalizada a nível global”.

As ações contra o Covid-19 iniciaram em Orleans em fevereiro, com a atuação das equipes de Saúde que vem acompanhando as ações nacionais e mundiais. A gente vem realizando capacitação com médicos infectologistas, discutindo com todas as nossas equipes. Hoje inclusive tivemos mais duas capacitações. Toda nossa cadeia de profissionais, desde o profissional que faz a limpeza até medico mais graduado, todos estão sendo capacitados para lidar com a situação”, explicou.

Casos no município

“Até a data de hoje, não há nenhum caso suspeito no município de Orleans. Porém, isso pode vir a acontecer a qualquer momento. O vírus já está em nosso pais e em municípios vizinhos. Em São Paulo por exemplo, já se perdeu o controle e não há mais como determinar a origem.

Aqui nós estamos saindo do verão e em breve estaremos no inverno. Isso nos preocupa muito, por isso que a Secretaria Municipal de Saúde está preparada para assim que surgir o primeiro caso suspeito, ou confirmado, nós juntamente com Hospital Santa Otília estamos fazendo uma serei de reuniões para que o atendimento à população seja mantido da melhor forma possível.

Ações necessárias

Segundo o secretário De Fáveri, algumas ações emergenciais são necessárias. “Por exemplo, os principais hospitais da região já cancelaram as cirurgias eletivas. “Aquelas que são agendadas a população precisa entender que é uma situação de emergência. Alguns exames e consultas especializadas já foram cancelados. As pessoas devem permanecer em suas residências ou em caso de impossibilidade, evitar aglomerações. É importante que todos façam parte desta cadeia de prevenção” explicou.

“Não é hora de ir a posto de saúde. Não é hora principalmente de ir ao hospital. Pois lá há pessoas com doenças associadas e com a imunidade baixa. A hora agora é de prevenção, melhorar alimentação e aumentar a imunidade para evitar que o vírus contamine.

Estruturas

Nós criamos dentro da secretaria de Saúde um programa de contenção. E toda a equipe está preparada e realizando ações gradativas.

“Por exemplo, amanhã dia 18 de março, a partir da 10 horas, estará sendo lançado um telefone institucional para que as pessoas não tenham a necessidade de ir nas unidade de saúde. Elas serão atendidas por este telefone. “Alo Saúde Orleans” atenderá pelo número 9 8815-5099 e busque as informações correta que você precisa”.  Anunciou o secretário.

Estamos criando um plano para as questões de receitas medicas para resolver o problema de cada cidadão.  Evitem filas em unidades de saúde, isso é muito importante, solicitou o secretário.

A partir de segunda feira próxima, onde funciona o Nasf hoje, será aberto uma unidade de referência, exclusivamente para casos de Covid-19.

Praticas abusivas

Contido no Decreto é referente a proibição de práticas abusivas ao direito do consumidor, notadamente o aumento arbitrário de preços, sem justa causa, dos insumos e serviços relacionados ao enfrentamento do Covid-19, como álcool em gel, máscaras e luvas, por exemplo, ressaltando que se trata de prática de abuso do poder econômico, sujeito à penalidades previstas no decreto municipal (como, inclusive, cassação do alvará de funcionamento) e em leis federais.

Participaram também da coletiva diversas lideranças ligadas a Fundação Hospitalar Santa Otília, as Secretarias de Educação Maria Tegina Luiz  e de Ação Social Rosilandia Librealto, Diretor do Samae Fábio Echeli Bett  e profissionais ligados ao governo municipal e imprensa local.

Veja no Link o Decreto 4.754 – Medidas de emergência

Por: Gerciana Ascari

 

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-