25 setembro 2020 - 7:43

O Natal nas Diferentes Religiões  

O Brasil exibe uma grande diversidade de religiões, onde cada doutrina demonstra à sua maneira de comemorar o “natal’’, respeitando a cultura de cada povo, sem ofender nenhuma crença e cada um ao seu método para homenagear o seu Deus”.

Catolicismo E Cristianismo

A Bíblia Sagrada não menciona ao certo o Dia do Natal, ou seja, o dia em que Jesus nasceu. Por isso as comemorações natalinas não faziam parte das tradições católicas no início. A Igreja Católica estipulou está data, dia 25 de dezembro, no ano de 350 a. C (século IV) através do Papa Júlio I, sendo mais tarde oficializado como feriado.

O Catolicismo Romano nas Festas de Natal é considerado um Feriado Nacional, com o seu valor reconhecido na Igreja Oriental e Ocidental, tem significado relevante para os Católicos que creem no ´´nascimento de Jesus Cristo´´.  Para os cristãos, Jesus é o protagonista do Natal. As celebrações natalinas iniciam-se logo após o Feriado de Finados (momento de vigília com os falecidos). Logo em seguida, aproveita- se o momento de quietude e meditação, para buscar a paz de Deus na Semana de Preparação para o Natal, o Advento (1º de dezembro), cujo o significado é ´´chegada´´, de Jesus em nossas vidas. O ritual católico dura 4 semanas, as velas são distribuídas em uma coroa (que jesus usou na sua crucificação), ou em uma guirlanda (símbolo do Natal), a cada celebração de domingo, uma vela é acesa.

O referencial maior é o nascimento do menino Jesus, tendo como seus pais José e Maria, a família de Nazaré. Portanto, o Natal é caracterizado como uma festa familiar, infundido de muito amor, paz, união, reflexão, fraternidade, esperança para um mundo mais humano justo e fraterno.

No Cristianismo, o Natal começou a ser celebrado para substituir a festa pagã da Saturnália, que por tradição acontecia entre 17 e 25 de dezembro. A comemoração do Natal em substituição a essa celebração foi uma tentativa de facilitar a aceitação a data 6 de janeiro, onde acontece a vigília de Natal para as Igrejas Ortodoxas, marcando a Epifania, festa cristã que comemora a manifestação de Jesus Cristo como Deus encarnado, que é celebrada por sua vez em 19 de janeiro pelo povo ortodoxo.

Cabe ressaltar a existência dos Ortodoxos espalhados pelo mundo inteiro e o seu diferencial com o Catolicismo, havendo a sobrevida de dois calendários, o Gregoriano proposto pelo Papa Gregório em 1582, no qual a Igreja Católica segue fielmente, e o Juliano onde a maior parte das Igrejas Ortodoxas, segue criado em 45 a.C, durante o Império de Júlio César.

Para o Budismo, o Natal é um ritual espiritual, ou seja, os budistas veem Jesus como um “Bodhisattva”, ser elevado que ama a humanidade e faz sacrifícios por ela. Não podemos deixar de mencionar a inexistência das celebrações de natal relacionadas ao fato de que as festas mais importantes desta religião acontecem em maio, dia de lua cheia, segundo o sexto mês lunar. A data mais importante é o Visakha Bucha. Onde uma das solenidades marcam a rememoração do nascimento e a morte de Buda, para marcar está data, os budistas dão banho de chá em uma imagem de elefante com um bebê em cima. Feito isso, a imagem é colocada em um altar todo enfeitado.

Quanto ao Judaísmo, o povo desta religião alega que Jesus não é o filho de Deus, por isso, não comemoram a data de seu nascimento e o Ano Novo na mesma época. Na noite de 24 de dezembro os judeus comemoram o Hanukah, que do hebraico significa Festa das Luzes. Juntando com o Chanukiá que quer dizer “espalhar a luz”, o candelabro deve ser aceso na direção de uma janela ou porta para clarear as ruas que vivem nas trevas.

A comemoração relembra a reinauguração do Grande Templo de Jerusalém após 3 anos de guerras e deixando a mar­ca da vitória do povo judeu sobre os gregos conquistada em uma batalha pela liber­dade de poder seguir sua religião. Quando retomado, perceberam que havia se transformado em um local pagão. Por conta disso, a festa passou a durar 8 dias, já nos outros países é tão “pop” como o Natal. Em Nova Iorque, os comércios que negociam enfeites de Natal também vendem o “Menorah” (luminária de 8 velas considerado o símbolo da festividade judaica). Sendo que “para cada dia uma vela é acesa até que o candelabro esteja todo aceso no último dia de festa´´.

Na ceia dos Judeus são servidas panquecas de batata e bolinhos fritos em azeite. O que substitui o Peru e o Bacalhau típicos do Natal no catolicismo. E quanto aos presentes, em vez de desembrulharem à meia-noite, as crianças recebem habitualmente dinheiro.

PROTESTANTISMO

Embora seja considerada uma religião cris­tã, a mesma é subdividida em diversas “vi­sões” da Bíblia. Visto que algumas come­moram o Natal como os católicos, outros buscam no livro sagrado e no his­tórico religioso, a data de nas­cimento de Cristo colocando em discussão um fundamento para não comemorar o dia como é celebrado no catolicismo. É o caso dos testemu­nhas de Jeová. A Assembleia de Deus e a Presbite­riana festejam o Natal com o simbolismo da presença de Cristo entre os homens, onde a finalida­de é levar a uma instância reflexiva a respeito de Cristo. Celebrando adequadamente o Natal que é bênção e inspiração para todos quando nasceram do Espírito ao torna­r-se filhos de Deus pela fé em Cristo, segundo os evangélicos.

Pesquisando as religiões e a sua forma de celebrar a chegada do seu menino Deus, percebe- se que cada povo têm um modo de acreditar e comunicar- se com ele no seu interior. Estando em silêncio ou confraternizando de diferentes formas, está data têm o intuito de trazer muita luz para cada um de nós e habitar em nosso lar, trazendo consigo muitas bênçãos

 

Fontes:

https://www.revistamissoes.org.br/2018/12/o-natal-e-as-diferentes-religioes/

https://www.significados.com.br/natal/

https://www.vaticannews.va/pt/igreja/news/2018-01/igrejas-ortodoxas-celebram-o-natal-em-7-de-janeiro.html

https://www.eusemfronteiras.com.br/o-que-e-o-natal-para-cada-religiao/

http://www.ebc.com.br/cultura/2012/12/quem-nao-comemora-o-natal

https://www.dm.com.br/cotidiano/2017/12/aqueles-que-nao-comemoram-o-natal/

- Anúncio -
-Anúncio-