25 novembro 2020 - 12:51

O jovem faz a diferença na política

É comum ouvir que o Brasil precisa promover uma farta renovação política. A ideia inicial sobre a qual se apoia, e o propósito de que convivemos com velhos costumes e métodos. Estamos todos de acordo: mudar é preciso. A mudança política demanda tempo e reflexão. Portanto, para que o processo político brasileiro sofra uma transformação, é necessário que plantemos as sementes. E as sementes estão nos jovens. Precisamos olhar com mais atenção para o papel do jovem na sociedade.

Infelizmente, essa juventude se encontra muito afastado da vida política do país. E as razões são aceitáveis, devido aos escândalos, corrupção, partidos sem identificação popular constituem, entre outros, fatores que afastam os jovens do processo político, se direcionando para outras prioridades, como a atração dos bens materiais e do consumismo, passaram a ver a política como algo desimportante. Afinal, a política é a área central da construção do futuro coletivo.

Vejo com muita preocupação essa situação. Os jovens precisam ser motivados. Com bons exemplos, histórias de decência, com valores e princípios éticos. A conscientização política precisa vir também da Escola, dos professores, e familiares. Hoje, vivemos um momento onde o país espira política por todos os lados. Os candidatos expõem seus pontos de vista e seus programas. Não existe melhor momento que este para que os jovens possam fazer a sua avaliação e tomar as suas decisões. A mudança pode começar na escolha da representação nas Casas Legislativas. E os candidatos, por sua vez, hão de considerar os jovens em seu repertório, transmitindo ideias e propostas que possam envolver seu interesse.

Por Simoni Pavei

- Anúncio -
-Anúncio-