quarta-feira, 15 julho 2020 - 3:11

Novo diretor do Porto de Imbituba é morto a tiros em São Paulo

Valter Barros Barbosa foi morto a tiros na noite dessa quarta-feira, dia 13, na rodovia Régis Bittencourt, em São Paulo, sentido Curitiba. Ele iria assumir o cargo de novo diretor de Infraestrutura e Logística do Porto de Imbituba. Barbosa estava indo para Santa Catarina, quando ocorreu o crime.

Conforme a Santos Port Authority (SPA), companhia onde ele exercia o cargo de superintendente de Operações Portuárias, as autoridades policiais vão investigar o caso. A companhia informou por meio de uma nota oficial o falecimento de Barbosa, e disse não ter detalhes do caso.O trecho onde ocorreu o crime fica na cidade de Cajati, a 250 quilômetros da capital paulista. Confira a nota do Santos Port Authority (SPA):

A Santos Port Authority (SPA) comunica a toda a comunidade portuária santista, com profundo pesar e tristeza, o falecimento de Valter Barros Barbosa, que exerceu o cargo de superintendente de Operações Portuárias na Companhia até o dia 12 de maio. Valter faleceu na noite desta quarta-feira, na rodovia Régis Bittencourt (BR-116). As circunstâncias do seu falecimento estão sendo investigadas pelas autoridades competentes e a Autoridade Portuária não tem detalhes do caso.

O ex-superintendente acabara de se desligar da SPA e estava a caminho do Estado de Santa Catarina, para assumir a diretoria de Infraestrutura e Logística na SCPar Porto de Imbituba (SC).

Valter foi um exemplo de líder e companheiro de trabalho que a muitos ensinou e inspirou em pouco mais de um ano de atuação na SPA. Não só com sua excelência profissional, mas, sobretudo, com sua simplicidade e disposição para ouvir e falar.

Por conta de seu desligamento da Santos Port Authority recebeu uma homenagem dos amigos e colegas da Superintendência de Operações Portuárias, imortalizada em uma placa de agradecimento pela “profícua gestão” entregue pelo diretor de Operações, Marcelo Ribeiro, que o convidou para o cargo na Companhia. Ambos trabalharam juntos em duas oportunidades na Marinha.

“Mais que um profissional dedicado, ele era um amigo. Perdi um amigo. Espero que Deus possa confortar o coração da família”, disse Ribeiro. Valter tinha 55 anos. Deixa esposa e três filhos.
Fonte: ENGEPLUS

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-