30 setembro 2020 - 12:19

Novas turmas do Programa Jovem Aprendiz Cotista iniciam em São Joaquim

Promover a formação técnico-profissional metódica para a inserção de jovens entre 14 e 24 anos no mercado de trabalho. Este é o objetivo do Programa Jovem Aprendiz Cotista (JAC) que iniciou três novas turmas no município de São Joaquim, uma do curso de Auxiliar Administrativo e Financeiro e duas de Supervisor Agrícola. Nessas turmas participam 90 aprendizes que concluirão as qualificações em dezembro de 2020.

O programa é realizado no município pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), em parceria com o Sindicato Rural de São Joaquim e empresas ligadas ao setor agropecuário.

De acordo com o presidente da Faesc, José Zeferino Pedrozo, o sistema Faesc/Senar incentiva a formação profissional no meio rural. “Este programa prepara jovens para o mercado de trabalho, com alto nível de conhecimento e de condições para desenvolver excelentes funções. Porém, acima de tudo qualificaremos jovens cidadãos, comprometidos com a comunidade rural e contribuição para o fortalecimento do campo”, salienta.

O presidente do Sindicato Rural de São Joaquim, Antônio Marcos Pagani de Souza, enaltece a contribuição dessa iniciativa para os jovens do município. “Os participantes terão a oportunidade do primeiro contato com o mercado de trabalho por meio de uma metodologia que privilegia essa importante etapa do processo de aprendizagem e auxilia-os no desenvolvimento de aspectos comportamentais na dimensão pessoal e social. Além disso, favorecerá futuramente o fortalecimento do agronegócio da região”, comenta.

Para o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, o programa oportuniza a troca de conhecimentos e de experiências para enriquecer o currículo profissional dos jovens. “A aprendizagem integra três pilares: escola, trabalho e formação profissional. Com uma ação colaborativa o curso também realiza o papel social de contribuir para a erradicação de situações irregulares de trabalho desta faixa etária, quando as empresas dão preferência para contratação de adolescentes e jovens que se encontram em situação de trabalho proibido”, observa.

A técnica em atividades de formação profissional do Senar/SC, Aline Moser Lopes, explica que os aprendizes serão avaliados durante todo o processo de aprendizagem, com a finalidade de detectar eventuais dificuldades e buscar alternativas que conduzam ao aprendizado. Para isso, serão utilizadas como estratégias: participação, interação com o grupo, iniciativa, cooperação com o trabalho em equipe, expressão oral e escrita e raciocínio lógico-matemático.

AUXILIAR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO

O curso tem duração total de 960 horas, sendo 480 horas de teoria (Núcleo Básico e Específico) e 480 horas de prática profissional. Essa iniciativa foi estruturada para se tornar compatível com o desenvolvimento físico, moral e psicológico dos jovens. Além disso, visa atender, preferencialmente, jovens de baixa renda, capacitando-os para o ingresso no mercado de trabalho, em condições especiais, sem prejuízo da escolaridade formal, por meio de atividades controladas, em ambiente protegido e conforme a legislação vigente.

O conteúdo contempla os seguintes assuntos: integração no trabalho; informática básica; gestão corporativa; comunicação oral e escrita; cidadania; matemática aplicada; segurança, saúde e higiene; informática avançada; operações comerciais e financeiras; atendimento ao cliente; noções de administração de pessoal; matemática financeira e estatística; princípios da gestão da qualidade e contabilidade básica.

SUPERVISOR AGRÍCOLA

Este curso tem duração total de 800 horas, sendo 400 horas de teoria e 400 horas de prática profissional, que é realizada após o aprendiz ter conhecimento prévio do funcionamento de todo o processo e os cuidados que devem ser tomados para a prática da atividade.

O conteúdo contempla os seguintes assuntos: integração no trabalho; informática básica; gestão corporativa; comunicação oral e escrita; cidadania; matemática aplicada; segurança, saúde e higiene; princípios da gestão da qualidade; sistema de plantio e implantação de culturas; manejo das culturas; fitossanidade (monitoramento); tecnologia de aplicação de agrotóxicos; operação e manutenção de equipamentos; colheita, transporte, armazenamento e conservação.

Colaboração: MB Comunicação Empresarial/Organizacional

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-