Controle de borrachudos é tema de reunião na comunidade de Rio Capivaras Alto

Com o objetivo de reduzir a proliferação dos mosquitos “borrachudo”, que tem atormentado os moradores da localidade de Rio Capivaras Alto, profissionais da Fundação Ambiental Municipal – FAM, e da Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária e da Unidade de Estratégia e Saúde da Família – ESF de Guatá, se reuniram com os moradores locais na noite dessa quarta-feira (21).

Para diminuir a incidência, a equipe do Governo do Município explicou alguns procedimentos e orientações necessárias para combater a proliferação dos mosquitos. Os trabalhos foram conduzidos pela bióloga Camila Flor André, pelo biólogo e técnico da Vigilância,  José Ceron, e pela enfermeira, Gysleny Gylceya Garcia.

Na reunião, foi traçado um plano de trabalho a fim de amenizar a situação. Para o início do mês de março será realizada a limpeza às margens do rio que corta a comunidade e posteriormente será aplicado um larvicida biológico.

O encontro também contou com a participação do vice-prefeito, Pedro Barp Rodrigues,e secretário de Agricultura, Acione Izidoro. Na oportunidade, tendo em vista que a mata ciliar é fundamental nas margens dos rios para amenizar o problema, a Secretaria de Agricultura fez a entrega de mudas de árvores nativas para os moradores da comunidade.

O mosquito não transmite doenças, mas sua picada incomoda e irrita e pele, podendo causar coceira e até alergia.

Como controlar o borrachudo:

# Não lance nos riachos e rios esterco, fezes humanas e água usada de cozinha.

# Mantenha os riachos e os rios livres de qualquer lixo.

# Retire ou peça ajuda para retirada de entulhos, como galhos e troncos, que tenham caído na água.

# Proteja as matas das margens dos riachos e rios. Elas abrigam pássaros e insetos que se alimentam dos borrachudos.

# Refloreste onde já foi desmatado.

# Faça compostagem, enterre ou queime as carcaças de animais e restos de parição.

# Preserve os inimigos naturais dos borrachudos, como os peixes, os sapos e as libélulas.

Proteja-se contra o borrachudo:

# Prefira as roupas de algodão fino e de mangas compridas.

# Use telas nas portas e janelas da casa.

# Use repelentes ou cremes perfumados nas partes descobertas do corpo, como mãos, pernas e pés.

ASCOM Prefeitura Lauro Müller

 

Posts relacionados

Próximo post