23 outubro 2021 - 10:38

Lâmpadas LED e sistema de energia solar: boas alternativas para economizar na conta de luz

Aumento na taxa da bandeira vermelha vai pesar no bolso do consumidor

Com a pior crise hídrica enfrentada pelo país nos últimos 91 anos e a queda do nível dos reservatórios de hidrelétricas, a conta de luz teve um aumento da bandeira vermelha patamar 2, de 52%. Com a mudança, a tarifa, que antes custava R$ 6,24, passou a R$ 9,49 por cada 100 quilowatts-hora, o que vai ter reflexo nas despesas fixas do consumidor. Diante desse cenário é importante pensar em alternativas para economizar de forma sustentável. De acordo com o engenheiro Gilberto Vieira Filho, da Quantum Engenharia,  residências, comércios e indústrias podem optar por medidas simples, como a substituição das lâmpadas comuns pelas de LED.  A tecnologia LED é capaz de oferecer até 50% de economia no consumo de energia. Segundo o engenheiro, estas lâmpadas proporcionam aumento do conforto e percepção visual, sem poluir o meio ambiente, já que elas não têm mercúrio em sua composição.

Caso a ideia seja economizar a longo prazo, a sugestão do engenheiro é a instalação de placas fotovoltaicas para a geração de energia solar. Na praia do Campeche, em Florianópolis, a pousada Old Beach que recebeu módulos fotovoltaicos registra uma economia anual de aproximadamente R$ 15 mil. O sistema de geração atende 95% do consumo de energia elétrica.  A Quantum Engenharia também instalou sistema fotovoltaico que abastece uma residência em Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis, amparada em um conceito sustentável, com telhado verde, aproveitamento da água da chuva, entre outros itens. A casa tem minigeração autônoma de energia elétrica equivalente a 18 módulos fotovoltaicos de 245 kilowatt/pico, o suficiente para abastecer toda a residência e ainda gerar créditos na conta de luz. Os créditos se referem ao aproveitamento do excedente de energia gerado pelo sistema fotovoltaico que é injetado na rede, e que pode ser abatido nas contas futuras, por um prazo de até 5 anos. Vantagens que estão chamando atenção dos consumidores.

No ano passado, o Brasil ficou entre os dez países que mais instalaram sistemas de energia solar no mundo. Dessa forma, passou a integrar um seleto grupo liderado por grandes potências como China, Estados Unidos, Vietnã, Japão e Alemanha. Os números são da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR).

Colaboração:Juliana Bolson | Estrutura de Comunicacao

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-