7 março 2021 - 12:43

Governo do Estado e Fapesc repassam recursos para implantação do Centro de Inovação de Criciúma

O governador Carlos Moisés oficializou na manhã desta quinta-feira, 10, recursos para obras importantes em Criciúma. Entre as ações, está o repasse da primeira parcela, no valor de R$ 4,1 milhões, para as obras de implantação do Centro de Inovação de Criciúma. O ato ocorreu na Associação Empresarial de Criciúma (ACIC).

No segundo dia de roteiro com anúncios importantes para o Sul de SC, o governador destacou que o Governo do Estado continua investindo em obras prioritárias de todas as regiões, com um novo ritmo e mais diálogo com Poderes, instituições e parceiros.

“Santa Catarina se destaca em tudo o que faz e é dever do poder público fortalecer esta marca, atendendo à população com serviços de qualidade. Isso é possível com trabalho e gestão eficiente. Tenho certeza que, juntos, vamos levar Santa Catarina a patamares muito mais altos, com resultados ainda melhores”, destacou o chefe do Executivo estadual.

O valor de R$ 4,1 milhões foi repassado para a Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), que será responsável pelo processo licitatório do Centro de Inovação de Criciúma. Para o próximo ano está prevista uma segunda parcela de R$ 2,8 milhões, totalizando R$ 7 milhões.

O repasse foi realizado por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE).

O presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, afirmou que o Centro de Inovação conecta Criciúma e região à rede de inovação de Santa Catarina, permitindo um ambiente favorável a novos negócios. “É muito importante para a fundação apoiar esse grande projeto do Estado, por meio da inovação, ao passo que os investimentos também geram retorno a Santa Catarina, com novas ideias e desenvolvimento”, avaliou Holthausen.

Ele ressaltou também a integração e atuação do Comitê de Implantação, formado por entidades e organizações representativas da sociedade dentro do modelo da Tríplice Hélice: Unesc, Satc, Senai, Sebrae, Insite, Acic, CMDE, Prefeitura Municipal de Criciúma, SDE, Esucri, IFSC, Senac e escolas da rede pública e privada.

A reitora da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), Luciane Ceretta, relembrou as etapas iniciais das discussões sobre a implantação do Centro de Inovação em Criciúma, envolvendo Governo do Estado, Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), prefeitura e Associação Comercial de Criciúma, entre outros parceiros do projeto.

“O momento é para agradecer a todos aqueles que acreditaram e nos ajudaram a concretizar este sonho. Novos projetos coletivos nos mobilizarão no futuro, mas este já nos dá motivos para comemorar. Temos o compromisso de concluir esta obra com primazia e tempo hábil, porque ela é de todos nós, do município e de toda a região”, reforçou a reitora.

O presidente da Alesc, Júlio Garcia, falou em nome da assembleia, destacando a contribuição e o empenho dos deputados da região para a implantação do espaço de inovação. “A união faz a força em todos as situações. Nem mesmo em um momento de crise, o governador e o Governo furtaram-se em atender esta demanda de Criciúma. A parceria está firmada e continua, daqui para frente é olhar para o futuro e pensar grande para Santa Catarina”, disse o presidente da Alesc.

A confiança em novos direcionamentos econômicos para a região foi destacada nas falas do prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro e do presidente da Associação Comercial de Criciúma (ACIC), Moacir Dagostin. Ao agradecer o governador pelo empenho em investir na inovação, o prefeito disse que “o empreendimento vem para descortinar a capacidade visionária do povo do sul catarinense”. Na mesma linha, o presidente da ACIC complementou que “a obra vai consolidar a região como polo de desenvolvimento, tecnologia e inovação, com um novo direcionamento para a economia regional”, projetou Dagostin.

O Centro de Inovação de Criciúma é considerado uma das principais obras para fortalecer o desenvolvimento econômico da Região Carbonífera. A obra será realizada no prédio cedido pela Unesc, entre as ruas Araranguá e Henrique Lage na região central.

A escolha do local foi unânime entre as entidades que compõem o Comitê de Implantação do Centro de Inovação de Criciúma.

Fonte: Ascom/Fapesc

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-