quinta-feira, 13 agosto 2020 - 10:28

FUTEBOL. Sílvio Nicoladelli e o foco no acesso

Orleanense comandará o Central na Série D do Brasileiro

Foco total no acesso. Este será o principal objetivo da equipe do Central Sport Club, da cidade de Caruaru, Pernambuco, na disputa do Campeonato Brasileiro de futebol da Série D – Quarta Divisão nacional, no corrente ano. O time pernambucano é o maior detentor de participações no torneio e ascender de divisão é sem dúvida, a principal meta tanto da ‘Patativa do Agreste’, como também é conhecido o referido clube, quanto de Sílvio Nicoladelli, orleanense de nascimento, ex-atleta profissional e agora, treinador.

Muito solícito e gentil com a reportagem, Sílvio me atendeu dias atrás e repassou muitas informações que compartilho com você, leitor (a). Antes, porém, o ex-zagueiro, que também é chamado e/ou conhecido por “Sílvio Criciúma”, comandou o Central no Campeonato Estadual, competição essa que encerrou para o time de Caruaru na fase de quartas-de-final diante do Náutico: em jogo-único, o Timbú venceu por 2×1. “Rodolfo, primeiramente é um prazer estar falando com você, falando com Orleans, família Devilla muito tradicional aí. Eu sou Nicoladelli, do bairro Corridas onde nasci, querida Orleans. Há um tempo, levei a minha esposa e minha filha para conhecer o local onde cresci. A respeito do Estadual, obviamente que gostaríamos de ter avançado, mas o primeiro objetivo no certame foi alcançado, que era a permanência na elite pernambucana. Agora, é foco total na Série D, que iniciará em meados de setembro”, disse.

Acerca deste torneio, discorreu: “o objetivo é subir de divisão. O clube já está há tempos buscando (o acesso), é um clube centenário, com uma torcida apaixonada e Caruaru também necessita, um município com 400.000 habitantes. Enfim, estamos trabalhando muito para alcançar a meta de ascender de divisão. Fui contratado justamente para realizar este trabalho e espero ter êxito. Cheguei ao clube ainda em fevereiro deste ano e estreei no Pernambucano frente ao Náutico, vitória de 1 a 0 no Estádio dos Aflitos. Todavia, como frisei anteriormente, o Estadual para nós já terminou e o pensamento é tão somente na Série D”, ressaltou.

Na primeira fase, o Central integrará o grupo-4 do torneio nacional, juntamente com ABC/RN; Coruripe/AL; Freipaulistano/SE; Itabaiana/SE; Jacyobá/AL; Potiguar, de Mossoró/RN e Vitória da Conquista, da Bahia. A estréia será fora de casa diante do Jacyobá, a princípio em 19 de setembro. “Teremos um bom tempo de preparação, o que será de enorme valia. Foco total na D para quem sabe, colocar o Central na Terceirona em 2021. Do mais, estou sempre a disposição e quando precisar, faça contato que te respondo. Um grande abraço a todos de Orleans e região”, finalizou.

E representando Santa Catarina, serão três equipes: Atlético Tubarão, Joinville e Marcílio Dias, todas no grupo-8.

CARREIRA PROFISSIONAL.

Anteriormente a comandar equipes na área técnica, Nicoladelli foi atleta profissional. No Criciúma Esporte Clube, permaneceu por oito anos e fez parte de elencos vitoriosos do Tigre e também, foram cinco anos no Goiás EC, também com destaque. Defendeu ainda a Portuguesa de Desportos/SP, onde atuou por três anos; Sport Recife/PE (duas temporadas); seis meses no Figueirense, outro clube catarinense, e Athlético/PR, fechando o seu ciclo na equipe do Santo André/SP, clube que atuou por apenas três meses.

Na condição de treinador, iniciou sua trajetória também no Criciúma em 2011 na função de auxiliar-técnico. Por algumas vezes, assumiu a equipe interinamente, retornando em 2013 novamente de maneira interina; em seguida, foi efetivado. Em 2014, foi para o Atlético, de Ibirama, onde assumiu o time do Alto Vale do Itajaí no hexagonal do rebaixamento, o mantendo na elite catarinense. Permaneceu em Ibirama para o ano seguinte e depois, saiu. Em seguida, foi para o Trindade/GO, a fim de livrar a equipe da queda no Estadual goiano, missão essa alcançada e com direito a chegar na semifinal. Depois, comandou a Aparecidense, também de GO, na Série D nacional e em 2016, dirigiu a Anapolina/GO.

Já em 2017, foi contratado pelo Goiás Esporte Clube: primeiramente, foi o técnico do Sub-20 do esmeraldino na Taça São Paulo de Juniores e logo depois, assumiu o profissional, onde se sagrou campeão goiano. No entanto, não ficou para o Brasileiro da Segunda Divisão. No mesmo ano, o Goiás representou o país no Campeonato Universitário na Ásia, oportunidade e experiência que, de acordo com Sílvio, foram muito válidas. Em 2018, assumiu o Itumbiara, outra equipe goiana, livrando-a do rebaixamento no Estadual; no ano passado, comandou o Grêmio Anápolis/GO e em 2020, está no Central.

Por: Rodolfo Devilla!

- Anúncio -
-Anúncio-