1 outubro 2020 - 10:45

FUTEBOL. Sílvio “Criciúma” revela objetivo no Central: acesso a Série C.

Treinador orleanense afirmou que objetivo da equipe pernambucana é ascender de divisão nacionalmente.

O ex-jogador e atual técnico de futebol Silvio Nicoladelli, também conhecido por “Sílvio Criciúma” (na foto), que se destacou nos anos 90 com a camisa do Criciúma Esporte Clube, atualmente comanda a equipe do Central Sport Club, do município de Caruaru, Pernambuco. No corrente ano, os pernambucanos integram a primeira divisão do Campeonato Estadual e também, estão na Série D do Campeonato Brasileiro. Em entrevista para a Rádio Cidade, de Tubarão/SC dias atrás, Silvio revelou que a meta principal do clube nordestino, após o retorno do futebol devido ao coronavírus, é ascender a Terceira Divisão a nível nacional: “o futebol é uma busca constante. O meu maior objetivo e do clube é subir o Central para a Série C do Brasileiro. Em caso de sucesso, tal resultado deverá me proporcionar eventuais condições de trabalho. Logicamente que vai ter o Campeonato Pernambucano para jogarmos antes”, comentou.

O Central deverá retomar aos trabalhos já na próxima semana, visando o complemento do Campeonato Pernambucano. Ao todo, dez times disputam a competição e na tabela, a ‘Patativa do Agreste’ (*), como é chamada a equipe de Caruaru, soma 10 pontos ganhos e ocupa a sétima colocação.

(*): a título de informação, patativa é um pássaro da família Thraupidae, encontrado em regiões tropicais e subtropicais da América do Sul. Possui coloração cinzenta, asas pretas com espelhos brancos e cauda preta.

MAIS DE NICOLADELLI.

Natural do município de Orleans, Santa Catarina, nascido em 7 de setembro de 1971, Sílvio é um ex-futebolista que atuava na função de zagueiro e atualmente, é treinador. Revelado pelo Criciúma Esporte Clube, logo no início de sua carreira já entre os profissionais, integrou o grupo campeão da Copa do Brasil de 1991 e na temporada seguinte, disputou a Copa Libertadores da América, culminando com o quinto lugar na classificação geral por parte da equipe carvoeira. Ainda pelo Tigre, foi três vezes campeão estadual, além de campeão brasileiro da Série C em 2006.

No Estado, atuou também pelo Figueirense e já defendendo as cores do Goiás EC, foi quatro vezes campeão goiano (incluindo uma conquista como treinador); além de duas Copas Centro-Oeste e um troféu da Série B do Brasileiro.

Por: Rodolfo Devilla!

- Anúncio -
-Anúncio-