26 setembro 2020 - 3:15

Fosfateira de Anitápolis: municípios da Amurel e MPF anunciam recursos contra o julgamento

Uma notícia essa semana reascendeu as esperanças da população que luta contra a instalação de uma fosfateira no município de Anitápolis/SC. Após o julgamento no Tribunal Regional Federal da 4• Região, ocorrido no último dia 17/9, que extinguiu uma ação civil pública diante da desistência dos empreendedores em relação ao licenciamento ambiental para instalação da fosfateira em Anitápolis, o Ministério Público Federal protocolou seu recurso especial contra a decisão, mesmo caminho que será adotado pelos municípios da AMUREL que fazem parte da ação. No início da tarde desta sexta feira, 27, estiveram reunidos na sede da AMUREL o Presidente, o Diretor Executivo, além dos técnicos da associação e assessoria jurídica, traçando as linhas de atuação na continuidade do combate à instalação da fosfateira.
O objetivo da AMUREL, que já ingressou no processo e vem lutando junto com seus municípios associados contra a instalação da fosfateira de Anitápolis, é fazer com que a ação não seja extinta, mas sim, tenha o julgamento completo em relação a todos os seus pedidos e objetivos, dentre eles, que a Justiça declare e proíba em definitivo a instalação do empreendimento na região, tal como esclareceu o Presidente da AMUREL, prefeito Beto Kuerten Marcelino.

Colaboração: Álvaro Dalmagro – Assessoria de Comunicação Amurel

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-