24 setembro 2020 - 12:33

Festas a tarde

As festas Raves costumam ser vistas como um tipo de evento que acontece no início da tarde, sem hora para acabar, costumam ser marcadas em sítios, onde ficam longe dos centros urbanos ou em galpões, em consequência das músicas eletrônicas… Hoje, no Brasil, este tipo de festividades que não possuem nenhuma semelhança com as “raves” são julgadas de forma equivocada, aumentando o preconceito dos que estão de fora pelo fato de acharem que deve rola muita venda e consumo de drogas e bebidas em excesso, e situações como brigas e roubos, o que acontece esporadicamente, em algumas festas.

Atualmente, nas festas populares que acontecem na Região Catarinense de abadá ou não, paga- se caro, dando o direito a consumir tudo o que há de bom, desde open- bar ao open- food, grande número de caixas (evitar filas), cardápio com variados tipos de bebidas de qualidade, alimentação agradável, bandas conhecidas e shows com ótimo repertório musical. E com uma bela decoração temática e um pôr-do-sol inesquecível.

Independe da comemoração que você optar por ir, seja open- bar ou não, não precisa consumir em excesso, muito menos sair comendo tudo o que vê na festa, pois não se sabe a procedência da comida. Beba com moderação, não misture vários tipos de bebidas, não deixe seu copo com ninguém (nem com seus melhores amigos). As drogas sempre vão estar presente, a escolha só depende de você, brigas sempre acontecem. Na hora da pegação, visualizam- se ambos os sexos, não force a situação.

Tornou- se cada vez mais comum às cenas nas festas de meia- tarde, onde a consumação não é livre, tudo pago, mas elas não deixam de beber, tem feito muito calor nestas festas, devido ao horário de início, a temperatura pede uma bebida gelada, por isso as pessoas consomem muito neste período, mas para se refrescar não precisa se exceder. Portanto devem tomar água para contribuir na hidratação e refrescar- se devido à alta temperatura

Deixo minha opinião sobre estes fatos que mencionei na matéria acima. Acredito que uma Rave seja mais perigosa do que qualquer festa com ou sem abadá. Levando em conta, o fato que elas tornaram-se populares e bem vistas na região, devido às edições passadas, e os comentários das pessoas que já foram em outras edições facilitam a nossa decisão sobre o que fazer (ir ou não ir). Nós mesmos nos sentimos seguros, sabendo que estamos rodeados de amigos e não de pessoas desconhecidas. Rola de tudo, mas é um ambiente fechado e bem monitorado, cenas incomuns acontecem, e devemos curtir o estilo de música preferida. Não posso deixar de salientar que quando. Beber, não dirija!

- Anúncio -
-Anúncio-