sexta-feira, 14 agosto 2020 - 2:00

Em Jaguaruna, ministro da Infraestrutura assina contrato de concessão do trecho Sul da BR-101

O trecho da BR-101 que corta o Sul de Santa Catarina já está sob responsabilidade da concessionária CCR. Foi assinado na manhã desta segunda-feira, 06, no aeroporto de Jaguaruna, o contrato de concessão da rodovia. O ato contou com a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. O governador Carlos Moisés, em quarentena por conta da Covid-19, foi representado pelo secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.

O trecho Sul da BR-101 está completamente duplicado e possui uma extensão de pouco mais de 220 quilômetros, entre Paulo Lopes e São João do Sul.  O contrato tem uma duração de 30 anos e prevê investimentos de R$ 7,5 bilhões no período, sendo R$ 4 bilhões em custos operacionais. Serão implantadas faixas adicionais (98 km), vias marginais (70 km), passarelas, rotatórias, dispositivos em desnível, adequação de acessos, canalização de fluxos de tráfego e outras medidas referentes à segurança da rodovia.

>> Mais fotos na galeria

O ministro destacou que o “catarinense pode esperar uma concessão de alto nível”. Segundo ele, o leilão da rodovia, realizado em fevereiro, foi altamente competitivo, o que representou um valor significativo de deságio. Freitas relatou ainda que a concessão gerará aproximadamente 1,5 mil empregos diretos e indiretos.

“Eu trago hoje o abraço do presidente Bolsonaro a Santa Catarina. O Governo Federal não faltará ao estado. Essa é uma entrega que reafirma a nossa esperança em um Brasil melhor. Nós fazemos concessão para melhorar a prestação de serviço e tornar o Brasil mais eficiente, com custos menores. As nossas concessões salvam vidas e geram riqueza”, destacou o ministro.

O secretário Thiago Vieira salientou que a assinatura será um marco para o desenvolvimento do Sul de Santa Catarina, com a concessão trazendo mais segurança viária para os usuários. Na avaliação do secretário, as agendas de desestatização são importantes para garantir um serviço de qualidade a um preço acessível, como é o caso da BR-101 Sul, com o pedágio fixado a R$ 1,97.

“Essas agendas com a iniciativa privada são fundamentais para desonerar o Estado e garantir um serviço de melhor qualidade para quem trafega. O ministro Tarcísio tem feito um trabalho brilhante com a desestatização e acreditamos que a concessão será um vetor de desenvolvimento para o Sul de Santa Catarina”, disse Vieira

Na parte da tarde, o ministro fará uma vistoria nas obras de pavimentação do lado catarinense da BR-285, que devem ser entre entregues ainda neste ano. Também participaram do ato de assinatura da concessão a vice-governadora Daniela Reinehr, representantes do Fórum Parlamentar Catarinense, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e deputados estaduais.


Por Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa – SECom

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-