19 setembro 2021 - 4:00

Do campo para a mesa – Dia do Agricultor reforça o papel deste importante setor

A data é celebrada no dia 28 de julho e em Cocal do Sul o segmento no último ano R$ 13,5 milhões; meta é chegar a R$ 15 mi

Diariamente, é comum o brasileiro sentar-se à mesa para fazer suas refeições e não é diferente em Cocal do Sul. Mas um dos os responsáveis por trazer o alimento em cada mesa todos os dias é o agricultor. E mais do que isso – o produtor rural também é produz matéria-prima para inúmeros insumos consumidos no dia a dia, a exemplo de roupas, móveis e do cafezinho de toda manhã. Nesta quarta-feira, dia 28, é celebrado o Dia do Agricultor.

A data reforça ainda mais o papel daqueles que vivem e trabalham na agricultura, valorizando os trabalhadores para que o setor cresça ainda mais. Em Cocal do Sul, a administração municipal, por meio da pasta de Desenvolvimento Rural, não tem medido esforços para fortalecer o setor agrícola.

A aplicação de recursos se dá de diversas formas, incluindo a entrega de máquinas e implementos agrícolas desde o início do ano. Só nos últimos dias foram adquiridas uma grade aradora, carretinha e uma ensiladeira, com investimento de R$ 90 mil. O coordenador de Desenvolvimento Rural do município, Jucemar Macari, acredita que o incentivo às novas agroindústrias, aliado aos investimentos que a administração municipal tem feito e tem o objetivo de expandir, contribuirão para que este setor se torne ainda mais expressivo na região.

Projeção de crescimento do setor na economia

A tecnologia aliada à ciência e ao empreendedorismo tem impulsionado essa categoria a almejar alcançar voos cada vez mais altos. Atualmente, o PIB (Produto Interno Bruto) referente à agricultura corresponde a 2% na arrecadação do município, enquanto no país o número chegou a 26,6% no ano passado. O objetivo da administração de Cocal do Sul é fazer com que a participação do agronegócio venha expandir de forma significativa até 2024, com a meta de chegar a 5% do PIB.

Em relação ao planejamento para 2022, o setor já vem articulando ações e projetos futuros, com metas de crescimento para o próximo ano. “O plano de trabalho será mais focado em pecuária (com destaque para a piscicultura), grãos, olericultura e agroindústrias”, frisa o prefeito Fernando de Fáveri.

De acordo com o coordenador de Desenvolvimento Rural do município, no último ano o setor agrícola produziu R$ 13,5 milhões e a meta para este ano é chegar a R$ 15 milhões de reais. Renovar a patrulha mecanizada é um dos objetivos deste segmento, que atualmente conta com sete tratores, uma escavadeira hidráulica, uma retroescavadeira, um caminhão, além de 21 implementos agrícolas.

Dados do setor agrícola de Cocal do Sul:

– 597 produtores rurais;

– 600 toneladas de calcário, contemplando a 31 beneficiários;

– 337 sacas de sementes de milho, contemplando a 56 beneficiários;

– Kit forrageiras, contemplando a sete beneficiários;

– 199 sacas de sementes de aveia;

– 78 sacas de sementes de avezem, contemplando a 63 beneficiários.

Conforme Macari, os principais produtos que são produzidos no setor agrícola de Cocal do Sul são ovos, pecuária (gado de corte), grãos, piscicultura, hortaliças e o município também vem investindo em feno.

Novos projetos

Cocal do Sul tem estimulado a implantação de diversos projetos no setor agrícola e firmado parcerias com a Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural) e Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina) e dessa forma os trabalhadores rurais estão usufruindo de programas como Porteira a Dentro, Análise de Solo, aquisição de calcário (produtor paga apenas 50% do valor do frete), distribuição de sementes como aveia, avezem, milho, feijão e kits forrageira.

A Casa do Agricultor e Artesanato também é um dos projetos que está perto de sair do papel, visto que foi contratada uma empresa terceirizada para a elaboração do projeto. “A ideia é unir tudo num único local, já que atualmente o produtor precisa se deslocar a lugares diferentes”, comenta o coordenador de Desenvolvimento Rural.

O espaço irá contar com auditório para treinamentos e capacitação dos produtores rurais, além de um local destinado ao artesanato das mulheres agricultoras. A previsão de entrega da obra é para 2022.

Agricultura que acompanha gerações 

O agricultor Jairo Camilo cresceu em meio à agricultura e a paixão por essa profissão vem de berço, sendo passada de geração em geração. Junto de sua família, ele está em Cocal do Sul há 28 anos. Seu avô iniciou na agricultura, que passou para o pai e depois para Jairo, que agora também passou aos filhos e netos.

“Nós fazemos todo o processo – plantamos, colhemos e entregamos; atualmente temos cerca de 150 mil pés de verdura”, comenta Jairo. Mensalmente, a família entrega em torno de 50 mil unidades, que são distribuídas a supermercados da região, hospitais, fruteiras, merenda escolar do município e restaurantes.

Entre os produtos produzidos pela família, que vive na Linha Espanhola, estão alface, salsa, cebola, rúcula, chicória, couve, agrião, alho poró e cebolinha. Para a família, não há dia de folga, nem frio e nem calor, todo dia é dia de estar no campo. Mas o principal ingrediente nunca falta em todos os dias de trabalho – o amor pelo que se planta e se colhe.

Colaboração: Amanda Farias – Prefeitura de Cocal do Sul

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-