18 setembro 2021 - 10:51

Desemprego na pandemia

Hoje, o Brasil vive um abalo financeiro em consequência da pandemia que afetou diversos setores nestes últimos dois anos, ocasionando uma elevação absurda na taxa de desemprego, e fazendo com que cerca de 200 milhões de pessoas fiquem sem emprego até 2022.

No entanto, novas medidas de isolamento social ocasionada pelo Covid, o país está enfrentando uma crise econômica insustentável, seguida por uma alta demanda do que diz respeito a paralisação das industrias, empresas privadas, comércios, vestuários, e entre outros… Fazendo com que a renda de boa parte da população fique interrompida, ocasionando uma alta nos valores dos alimentos, medicamentos, educação… com esta situação cômica finceiramente em que estamos vivendo, faz com que parte da população se mobilize e abra mão do que gosta de consumir e dos prazeres do dia a dia, para conseguir pagar as despesas da casa, abastecer o carro, e entre outras prioridades.

Diante desta situação a pandemia afetou muito a desigualdade social de ambos os brasileiros, o que acaba dividindo as pessoas em classes sociais, e fazendo com que grande parte destas famílias mais carentes optem por recorrer ao governo, para ter acesso ao Auxilio Emergencial, e  entre outros benefícios que possam triplicar a renda e intensificar as compras no mercado garantindo assim o seu sustento por um curto período de tempo.

- Anúncio -
-Anúncio-