20 outubro 2020 - 12:33

Comitê Araranguá recebe doação de 350 mudas de palmito

O Comitê da Bacia do Rio Araranguá e Afluentes Catarinenses do Rio Mampituba uma doação de 350 mudas de palmito. As plantas foram encaminhadas ao comitê como compensação de um licenciamento particular para uma supressão de vegetação, aprovado pelo Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA). Os palmitos foram levados ao Projeto Ingabiroba e serão plantados em áreas de preservação permanente e, parte deles, no enriquecimento de terras já plantadas.

“Estamos distribuindo para agricultores das cidades de Nova Veneza e Forquilhinha. Aproximadamente 170 mudas já foram repassadas aos produtores. É importante destacar também o interesse deles em receber essas plantas para fazer o plantio, demonstrando a preocupação com as áreas de preservação permanente, recuperação de zonas de plantio e locais de nascentes”, destacou o vice-presidente do Comitê Araranguá, Sérgio Marini.

Ele destaca ainda os benefícios da manutenção das vegetações para a preservação dos rios. “Protege a erosão do solo. Impede que as águas com turbidez cheguem aos mananciais e que sedimentos sejam levados para dentro dos rios, causando assoreamento. Além de diminuir a temperatura do ambiente e das águas, melhorar a qualidade do ar e servir de abrigo para a fauna e flora”, disse Marini.

O Projeto Ingabiroba

O Projeto Ingabiroba é uma iniciativa que começou em 2009 em Nova Veneza e Forquilhinha, onde produtores agrícolas recebem incentivos para disponibilizarem áreas para recuperação ambiental, através do plantio de mudas. Já alcançando outras cidades do sul catarinense, a ação é coordenada pela Associação Catarinense de Irrigação e Drenagem, com apoio do Comitê Araranguá, Epagri e Associação de Proteção da Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá (AGUAR).

Por: Lucas Renan Domingos/Comitê Araranguá

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-