20 setembro 2020 - 11:38

Com olhar no futuro, empresas mantêm investimentos e geram novas vagas em meio à pandemia

Com foco na retomada, Santa Catarina tem vagas em aberto e um cenário de oportunidades. Diversas empresas beneficiadas pelo Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec), coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, focam no futuro, mantém seu planejamento estratégico e, o melhor, geram novas vagas de emprego.

Um bom exemplo é a Librelato, que existe desde 1969 e atua nos principais segmentos do transporte de carga e também exporta seus implementos para Argentina, Chile, Colômbia, Uruguai, Paraguai, Equador, Peru e Bolívia. A empresa, que já recebeu o incentivo do Prodec em 2010, atualmente, conta com 130 vagas disponíveis.

“Santa Catarina foi um dos primeiros estados a tomar medidas de prevenção à Covid-19 e com um povo trabalhador que já superou várias outras adversidades, tenho certeza, que seremos também um dos primeiros a superar a crise. Seguimos trabalhando para gerar novas oportunidades numa espiral de prosperidade, esperança e confiança”, destaca o Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Rogério Siqueira.


José Carlos Spricigo  Foto: Arquivo/ Librelato

Com a meta de investir R$ 19 milhões em 2021 o CEO da Librelato, José Carlos Spricigo, conta como tem enfrentado as adversidades da pandemia:

SDE – Neste tempo de pandemia, como a Librelato tem se reinventado?
CEO- A Librelato, desde o início da pandemia tomou decisões imediatas buscando, tanto salvar as pessoas físicas quanto a jurídica. Seguimos todas as orientações e protocolos da OMS, assim como dos órgãos nacional e estadual, interrompendo as atividades logo que determinado pelo Governo. Fizemos um amplo planejamento e após a volta do trabalho na empresa, realinhamos nossas expectativas para ultrapassarmos este ano desafiador e diferente. Para seguir em frente, mantivemos os negócios num viés de otimismo. A nossa ideia é de que, mantendo os investimentos agora, estaremos colhendo frutos no próximo ano. Desta forma, seguiremos com a meta de investir cerca de R$ 19 milhões em 2020.

SDE – Quais os fatores principais que levaram a Librelato a superar este momento e gerar novas vagas?
CEO- Primeiro, o planejamento. Segundo, a resiliência, aliada sempre à inovação. Quanto a este assunto, vale ressaltar que a mesma forma que encontramos em nossos profissionais internamente, deparamos com a nossa força de vendas externa e fornecedores. Em momento algum deixamos de acreditar que o entusiasmo dos vários setores econômicos que movem este País iria desmoronar, mesmo observando que alguns destes enfrentarão um tempo grande de recuperação e irão precisar de muito apoio para a travessia.

Além disso, para ajudar nesta caminhada contamos em maio com a safra recorde da soja e do milho, e ainda, o fortalecimento do agronegócio, mesmo no tempo de pandemia. Resultando, com o auxílio dos juros baixos, na renovação de muitas frotas pelo setor. Por fim, reduzimos o custo fixo, o que também nos ajudou na competitividade e no avanço da abertura de novos mercados, gerando vendas, necessitando então, da abertura de novas vagas para atender as demandas. De todas as oportunidades abertas, que vai desde assistente de TI até soldadores, pintores, entre outras; 30 pessoas já estarão atuando na empresa na próxima semana.

SDE – Com o aumento de novos casos da doença, como a empresa segue trabalhando para seguir neste ritmo positivo?
CEO- A preocupação de nossa gestão está voltada totalmente às pessoas. Além do planejamento, seguimos usando a criatividade e criando soluções que visam contribuir e minimizar os riscos, entretanto, sabemos quão é necessário o trabalho, a renda e a produção para que continuemos na busca do desafio da Travessia e que todos tenhamos êxito nesta jornada.

SDE – Na sua visão, como avalia o processo de retomada econômica de Santa Catarina?
CEO – Agradeço a atenção do Governo de Santa Catarina. Acredito que nosso Estado está em boas mãos. Penso que paramos na hora certa e retornamos no momento ideal. Agora é todo mundo seguir se cuidando, tanto na empresa quanto em casa, para que possamos continuar esta travessia como planejamos. Que tenhamos resiliência, que isso vai passar. Confio na retomada.

Primeiro emprego em tempos da Covid-19


Com apoio do Prodec, empresas geram novas vagas  Foto: Clóvis Perozin/ SDE

A pandemia da Covid-19 provocou a paralisação de diversas atividades econômicas, afetando empresas e empregos. Mas há quem esteja na contramão dessa tendência e renovou as esperanças neste momento tão difícil.

É o caso do profissional Pedro Ghizzo Candemil, que atua no setor de qualidade da Soulpack Embalagens Especiais, localizada em Imbituba, litoral de Santa Catarina. Ele conquistou o primeiro emprego e realizou o sonho de ter carteira assinada, em decorrência da habilitação da empresa ao Programa Prodec neste ano, em meio à crise causada pelo novo coronavírus.

“Tinha acabado de me formar e estava procurando a primeira oportunidade de emprego formal. Graças a empresa ter seu projeto habilitado pelo Prodec desde maio, hoje eu trabalho na gestão da qualidade da Soulpack. Meu objetivo é pegar carona nesse crescimento, adquirir bastante conhecimento, poder contribuir e me desenvolver, buscando novas competências profissionais”, destaca Candemil.


Prodec: Soulpack cresceu em torno de 300% nos últimos anos           Foto: Clóvis Perozin/ SDE

De acordo com o sócio-diretor da Soulpack Embalagens Especiais, Melquior Schlickmann, a adesão ao programa elevou a empresa a mais um patamar de inovação. “Com o apoio do projeto, nos foi proporcionado investir em mais máquinas, melhorando a performance da produção que já opera em três turnos. Com isso, se fomenta a geração de novos empregos que reflete na melhoria da economia da região como um todo. O aporte financeiro do projeto, com a prorrogação do ICMS, proporciona ainda que se direcione os esforços para outras ampliações, como nosso laboratório de Qualidade e Desenvolvimento de produtos. Pensando, ainda, na contribuição com a sustentabilidade, foi possível investir em energia solar para a fábrica”, conclui.

Nos últimos anos a empresa cresceu em torno de 300%. Só após a habilitação no Prodec, 45 novas vagas foram geradas. Sempre atentos às transformações do mundo, mas sem nunca deixar de lado os valores familiares, a dica deles para seguir firme e conseguir tudo na vida é usar a regra dos 4 Ds: Dedicação, Determinação, Disciplina e Deus.

Oportunidades no lugar da crise
Ao encontro da retomada, o Prodec continua habilitando empresas e dezenas de novas vagas seguem surgindo pelo Estado. Só nesta semana, cerca de 40 oportunidades foram geradas em diversas regiões, com a contribuição do Prodec.

O programa existe a mais de três décadas e tem a missão de incentivar à indústria catarinense. Nos últimos 19 meses já fomentou mais de R$ 4 bilhões em investimentos privados ao Estado e gerou quase 6 mil empregos diretos e indiretos, sendo assim, de grande importância nesse momento da retomada econômica.

Mais vagas

Santa Catarina também está com quase 3 mil vagas de emprego abertas nas agências do Sistema Nacional de Emprego (Sine). As oportunidades estão em 57 municípios catarinenses, e são para diferentes funções e níveis, exigindo desde o fundamental até o superior. Para mais informações, acesse: sde.sc.gov.br.

Os interessados em participar da seleção e ter a chance de fazer parte do corpo de profissionais da Librelato, deve-se enviar o currículo para curriculos@librelato.com.br, e informar no campo assunto o nome da vaga para qual tem interesse.

Por Mariane Lidorio – Assessoria de Comunicação
Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável – SDE

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-