29 setembro 2020 - 8:30

Canelinha: Após matar grávida, mulher disse no hospital que ganhou bebê dentro do carro

A suspeita do crime bárbaro, foi até o Hospital de Canelinha, com a criança nos braços, toda ensanguentada, alegando que entrou em trabalho de parto normal dentro do veículo. Em um áudio ela diz: “Não tô muito boa não, ganhei dentro do carro, estão levando ela para o infantil, porque na hora que ela tava saindo, sem querer o bombeiro passou o estilete e cortou o bracinho dela. Placenta saiu junto”, comenta.

O crime foi com requintes de crueldade. Acredita-se que Flávia teve o bebê arrancado enquanto estava viva.

A vítima chegou a ficar 24 horas desaparecida. Ela saiu de casa na quinta-feira (27), para ir até um chá de bebê, a convite da suspeita. Agora a Polícia Civil investiga se há participação de mais pessoas no crime. Na manhã desta sexta-feira (28), ela foi encontrada morta no bairro Porto Galera, em Canelinha.

Fonte: Visor de Notícias

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-