29 setembro 2020 - 8:30

Braço do Norte tem o primeiro caso de Coronavírus confirmado

O Hospital Santa Teresinha de Braço do Norte divulgou, neste domingo (15), ofício em que confirma o primeiro caso de covid-19, doença causada pelo coronavírus. Os resultados laboratoriais foram feitos a partir da entrada do paciente no hospital no dia 12 e detectaram positivo para o vírus. Com a confirmação do paciente no municpio do vale, o número de casos confirmados em Santa Catarina chega a seis. A confirmação é a primeira da região da Amurel até o momento.

O exame foi produzido pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), o mesmo de onde Tubarão espera a confirmação de um caso suspeito, desde sexta-feira (13).

O  caso é de uma pessoa que voltou de viagem ao exterior. No entanto, não foram informados até o momento nem qual o sexo, faixa de idade ou de qual país ela veio.

Na última sexta-feira, foi descartada a doença em um homem de 66 anos, que reside em Braço do Norte. Ele viajou em novembro do ano passado para um país asiático e retornou há poucos dias. Em Tubarão uma pessoa é monitorada.

Mobilização em Braço do Norte 

A prefeitura de Braço do Norte comunicou, minutos após a confirmação do caso do município, que o prefeito Beto Kuerten Marcelino (PSD) se reunirá com todos os secretários. Na conversa, serão alinhadas estratégias de combate à covid-19.

O Ministério da Saúde informou no sábado (14) que subiu de 98 para 121 o número de casos confirmados de Covid-19 no Brasil. De acordo com os dados atualizados no sábado, 1.496 pessoas são monitoradas por suspeitas de estarem infectadas pelo novo coronavírus.. Atualmente, há mais de 135 países com casos confirmados da infecção.

 

Ações estabelecidas pelo governo do Estado de Santa Catarina 

Saúde: imunização de sarampo, febre amarela e gripe para todos os servidores públicos que trabalham com atendimento direto ao público;

Segurança pública: regionalização dos efetivos, se algum contingente precisar de reforço por conta de alguma baixa no número de servidores farão uma estratégia de remanejamento de efetivo; em casos de emergência, possível cancelamento de férias e chamamento de reservistas;

Eventos públicos do Executivo Estadual estão cancelados;

A participação do Executivo Estadual em eventos internacionais e interestaduais está suspensa;

Nas estruturas de administração direta e indireta o atendimento será preferencialmente não presencial, por telefone ou internet, sempre que possível;

No sistema prisional foi criada uma sala de situação para monitoramento de unidades prisionais e as visitas íntimas estão suspensas. Além disso, estão restritas as visitas de idosos e crianças. Escoltas interestaduais de presos estão suspensas temporariamente;

Na educação, as aulas estão mantidas no momento e autorização para que diretores das escolas adquiram através do cartão Cpesc álcool gel para disponibilização das salas de aula;

Informações do governo sobre coronavírus para a imprensa serão concentradas no Centro de Informação Pública do CIGERD sob coordenação da Secretaria de Comunicação do Estado.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado criou Comissão Permanente para Monitoramento de Impacto nos setores econômicos do Estado;

Atendimentos presenciais nas gerências regionais da Secretaria do Estado da Fazenda está suspensa;

A Polícia Civil de Santa Catarina orienta a população para que, quando necessitar dos serviços da instituição, faça os registros de Boletins de Ocorrências (BOs) de forma online pela Delegacia Virtual e evite buscar atendimento presencial em delegacias. Com exceção para os crimes de homicídio, sequestro e estupro.

O que fazer ao sentir os sintomas

Na reunião, o secretário da saúde reforçou orientações importantes à população. Caso o paciente apresente os sintomas de coronavírus, como febre, tosse, falta de ar, dores musculares e de cabeça, deve procurar atendimento em uma unidade básica de saúde. Lá os agentes de saúde farão o devido encaminhamento, se necessário, e darão as orientações ao paciente.

Em caso de dúvidas sobre onde procurar ajuda, as pessoas devem ligar para o número 136, do Disque Saúde, disponibilizado pelo Ministério da Saúde.

Somente serão transferidos para UPAs ou hospitais pacientes em estado mais grave. Os sintomas da coronavírus são semelhantes ao de gripe e a recomendação para quem não tiver o caso agravado é que fique em isolamento e monitoramento em casa.

O governo do Estado ainda orienta que idosos e pessoas com doenças crônicas evitem ir a eventos fechados.

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-