20 setembro 2020 - 5:04

Badesc Emergencial atende micro e pequenas empresas afetadas pelos impactos do coronavírus

Medidas para injetar recursos na economia catarinense nos próximos meses foram anunciadas nesta sexta-feira, 20, pelo governador Carlos Moisés. O Plano de Enfrentamento e Recuperação Econômica foi desenvolvido pela Comissão de Desenvolvimento Econômico (CDE). O pacote prevê, entre outras medidas postergação dos contratos de financiamento em andamento, linha de crédito para micro e pequenas empresas (MPEs), com juros parcialmente subsidiados pelo Estado, e ampliação do valor máximo para empréstimos ao microempreendedor individual (MEI).

O presidente do Badesc, Eduardo Machado, salienta que a missão da instituição é fazer fomento. “Mais do que nunca nesta hora precisamos auxiliar os empreendedores com ações facilitadas para que, pelo menos, possam minimizar os impactos em seus negócios. O Badesc Emergencial surgiu com o intuito de atender os atingidos pelos desastres naturais, neste momento estamos reeditando o programa e buscando atender outra catástrofe que independe do controle humano”, afirma Machado.

A Comissão de Desenvolvimento Econômico (CDE) do Governo de Santa Catarina é coordenada pelas Secretarias do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) e da Fazenda (SEF), composta por representantes da Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural (SAR); Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur); Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE); Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc); Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A (Celesc); e Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan).

Badesc Emergencial – A Linha Badesc Emergencial será destinada especialmente para as micro e pequenas empresas afetadas pelos efeitos das medidas de combate ao coronavírus em Santa Catarina. Inicialmente serão aportados R$ 50 milhões, sendo possível a contratação de R$ 15 mil a R$ 150 mil. O empresário pagará taxa de juros de 0,3% a.m., o restante da taxa efetiva final será subsidiado pelo Governo do Estado. Esta taxa será válida apenas se a empresa mantiver as suas parcelas adimplentes.

A carência será de 12 meses, onde nos primeiros seis meses o cliente não paga qualquer valor e nos seis meses sequentes paga somente juros. O prazo para amortização é de 36 meses, com parcelas decrescentes ao longo do tempo. Para estas operações é exigida garantia real de 100% do valor financiado.

O passo a passo para acessar o crédito está em www.badesc.gov.br.

Microcrédito Juro Zero – Ampliação de crédito para os Microempreendedores Individuais, por meio do Programa Juro Zero. As operações terão limite máximo de R$ 5 mil. As regras para contratação do crédito permanecem as mesmas e podem ser consultadas em http://www.jurozero.sc.gov.br/.  O crédito é operado por meio das Instituições de Microcrédito Produtivo e Orientado – IMPOs, que atendem 100% dos municípios catarinenses e podem ser consultadas aqui http://www.jurozero.sc.gov.br/instituicoes-de-microcredito-tt.html.

Postergação de parcelas – Possibilidade de prorrogação do pagamento das parcelas vincendas nos próximos 6 meses. Os clientes do BADESC devem solicitar essa possibilidade ao Departamento Financeiro da Instituição para efetivação da carência. Os interessados podem enviar e-mail para cobranca@badesc.gov.br ou telefone 48 3216-5040.

Áudio – Presidente do Badesc fala sobre as medidas da instituição para os empresários de SC

https://mail.google.com/mail/u/2?ui=2&ik=b2a2f49398&attid=0.3&permmsgid=msg-f:1661780172660747812&th=170fd443363b2e24&view=att&disp=safe

Colaboração: Jaque Bassetto / Assessoria de Comunicação

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-