terça-feira, 11 agosto 2020 - 4:11

Arborista francês troca pesticidas por criação de galinhas em plantações

A França é um dos países com mais incentivo do cultivo orgânico e tem uma legislação rigorosa, que proíbe o uso de muitos tipos de agrotóxicos. Devido a isso foi que o arborista francês Christophe Bitault foi decisivo ao colocar galinhas pretas em seu pomar, com o objetivo de resguardar sua “plantação e frutíferas” e sem adição de pesticidas ou outro tipo de agrotóxicos.  Depois de realizar muitos testes, comprovou que as galinhas pretas combatem com presteza as pragas.

O fazendeiro – que atua em plantações orgânicas pelo menos há mais de 10 anos, colocou 80 galinhas em 3 hectares e, ficou super satisfeito quando percebeu que ainda no primeiro ano  80% das pragas existentes nas lavouras haviam desaparecido: “Uma bênção porque esses insetos destroem até 90% da produção”, assegurou.

Ele também descobriu que as galinhas negras de Janzé, em perigo de extinção, “são mais poderosas nas asas e podem se acomodar rapidamente nas árvores para escapar da raposa”, diz o conselheiro.

Essas galinhas estão ameaçadas de extinção, contudo são rápidas  e muito ativas, de modo que o agricultor não precisa se preocupar em alimentá-las. Atualmente mais de 200 galinhas cuidam das plantações de macieiras, que se encontram bem cuidadas. Além disso, os ovos dessas galinhas são de boa qualidade, especialmente porque elas vivem em harmonia com as 120 ovelhas em 30 hectares de suas terras. Podemos dizer que isso é uma agricultura de qualidade e 100% saudável.

Artigo publicado originariamente no site- Hipeness, e foi reproduzido adaptado por equipe do blog cantinho.

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-