29 outubro 2020 - 5:03

AME-SE. CUIDE-SE. TOQUE-SE.

A prevenção é o melhor caminho.      

Nos últimos tempos, a saúde da mulher vem ganhando destaque devido ao crescente papel que a mesma tem desempenhado na sociedade. Ao atuar e acumular funções seja na maternidade, no mundo do trabalho ou na sociedade como formadora de opiniões, essa população tem conquistado reconhecimento como cidadã, portadora de deveres e especialmente, de direitos. Desta forma, com o avanço do conhecimento e do reconhecimento da igualdade de direitos entre ambos os gêneros, nota-se a criação de uma ampla variedade de cuidados à saúde da mulher, como, por exemplo, os programas de prevenção do câncer de mama.

O câncer de mama pode ser considerado atualmente, como um problema de saúde pública devido a sua crescente incidência e índices de letalidade. No que concerne à população feminina, essa doença é temida por gerar diversas consequências temporárias ou permanentes na vida da mulher, já que os tratamentos, na maior parte das vezes, são agressivos, e com graves sequelas físicas que afetam a sexualidade, relacionamentos, autoimagem corporal e muitas outras crenças e valores.

De forma geral, apenas a possibilidade de um diagnóstico de câncer é um fenômeno cercado por forte carga simbólica e emocional que traz consigo um estigma de incapacidade, mutilação e morte que repercute no cotidiano tanto da paciente, quanto de sua família. Portanto não podemos deixar de se prevenir, relizando o autoexame por si própria em frente ao espelho, uma semana após a menstruação, e para aquelas mulheres que não menstruam mais, deve- se escolher um dia do mês para realizar o autoexame das mamas. Ele é importante porque dessa maneira a mulher passa a conhecer melhor as suas mamas, e se houver alguma alteração a mesma logo perceberá e irá procurar o médico.

 

 

 

 

 

- Anúncio -
-Anúncio-