16 maio 2022 - 5:22

Adolescente mata a mãe e o irmão a tiros após ser proibido de jogar videogame

Um adolescente de 14 anos matou o irmão mais novo, a mãe e deixou o pai gravemente ferido em Patos, no interior da Paraíba. O crime aconteceu na tarde deste sábado (19), em uma residência localizada na rua Oscar Torres, no bairro Jardim Guanabara.

Os vizinhos acreditavam inicialmente que havia ocorrido um latrocínio após um bandido invadir a residência. Porém, após investigações, a Polícia Civil constatou que o filho mais velho cometeu o crime contra a própria família.

O garoto pegou a arma do pai, o sargento da Polícia Militar Benedito da Silva Araújo, de 56 anos, para matar a mãe, Sousa Medeiros Araújo, de 47 ; e o irmão, Gabriel de Sousa Medeiros Araújo, de 7 anos; com tiros na cabeça. O policial militar foi atingido com um tiro no peito, mas sobreviveu.

Guarnições do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e do Corpo de Bombeiros Militar foram chamados para fazer o socorro das vítimas.

Policiais militares do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) da PM da Paraíba também foram ao local.

O jovem foi apreendido e levado para a Delegacia de Polícia Civil.

Em depoimento ao delegado Renato Leite, o adolescente disse em detalhes como ocorreu crime e também a motivação.

“Antes de sair para comprar um remédio para a mulher, o pai tomou o celular dele por conta das notas baixas. Então, quando o pai saiu, ele entregou o celular da mãe para o irmão mais novo e o colocou no quarto dele. Ele foi no escritório do pai e pegou a arma, que estava bem guardada num armário de ferro fechado. A mãe estava dormindo no quarto. Ele chegou, encostou a arma na cabeça dela e efetuou um disparo”, contou o delegado.

Leite explica que o irmão mais novo, ao se deparar com a cena, começou a brigar com o adolescente. Nesse momento, o sargento chegou novamente em casa e tentou pegar a arma do filho. Porém, ele acabou sendo atingido.

“O irmão escutou, saiu de dentro do quarto e veio em direção à mãe. Ao ver a situação, começou a brigar com ele. Então, nessa briga, ele ainda correu atrás dele para atirar, mas foi quando o pai chegou. O pai tentou intervir, pediu que soltasse a arma e ele terminou efetuando um disparo contra o pai, que caiu na sala. O irmão, ao ver o pai caído, foi socorrer e se abraçou com ele. Nesse momento, o adolescente atirou no irmão pelas costas”, relata.

O delegado conta que, após o ocorrido, o adolescente agiu friamente e guardou a arma utilizada no crime.

O jovem chamou o Samu e tentou simular um assalto. Depois de das diligências realizadas na residência, a Polícia Civil conseguiu elucidar o caso. A arma foi apreendida e encaminhada para a perícia. O menor aguarda a manifestação do Ministério Público.

Na oitiva dada para o delegado, o adolescente alegou que a motivação foi o fato dos pais proibirem o menor de jogar Roblox, um jogo baseado em mundo aberto, multiplataforma e simulação do multiverso.

“Ele alegou que era pressionado para tirar boas notas na escola, porque estava tirando notas baixas, pois em casa só queria saber de estar jogando esse jogo”, frisou.

O sargento passou por cirurgia no Hospital Regional de Patos. Depois, ele foi transferido para o Hospital de Trauma em Campina Grande.

*Com informações de Folha Patoense e Patos Online.

 

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-