20 setembro 2020 - 2:07

ADEPOL-SC: Nota de apoio ao trabalho da Polícia Civil na operação O2

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado de Santa Catarina (ADEPOL-SC), por ocasião da deflagração da operação Oxigênio (O2), vem a público se manifestar no sentido de afirmar que a Polícia Civil, instituição cuja atribuição constitucional é apurar infrações penais sob a coordenação de Delegados de Polícia, jamais colocará os interesses pessoais ou particulares de quem quer que seja à frente dos interesses públicos.

Desta forma, de maneira nenhuma realizará a proteção de qualquer cidadão ou agente público das consequências de atos que tenham sido praticados de maneira ilícita, sobretudo em se tratando de crimes contra a administração pública.

Colocar sob suspeição o trabalho da Polícia Civil, em qualquer esfera, é desmerecer uma instituição bicentenária que se mostra imparcial e destituída de interesses outros que não estejam comprometidos com a verdade dos fatos.

As declarações veiculadas na imprensa e nas redes sociais, em tom de suspeição acerca da lisura das investigações levadas a efeito pela Polícia Civil através da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), atingem não apenas a moral dos Delegados de Polícia, como também da própria Polícia Civil Catarinense.

A ADEPOL-SC repudia veementemente manifestações desta natureza e reforça o compromisso de Delegados e Delegadas da Polícia Civil Catarinense, ombreados por suas valorosas equipes, de continuar a desempenhar suas atividades em prol da busca da verdade, sempre respeitando os pilares democráticos e levando em consideração a investigação técnica e imparcial, atribuição que é constitucionalmente assegurada a esse órgão.

Os Delegados de Polícia jamais se intimidarão por eventuais manifestações na mídia ou político-partidárias que busquem desqualificar a atuação ou a imagem da Polícia Civil. Diante de todo o exposto, a ADEPOL-SC reitera sua confiança na competência e lisura das autoridades policiais e demais integrantes da força-tarefa, assim como parabeniza a todos os policiais civis e demais servidores envolvidos na Operação O2 (Oxigênio), a qual já apresenta excelentes resultados em prol da moralidade pública e da sociedade catarinense.

Colaboração: Rodrigo Falck Bortolini – Presidente da ADEPOL-SC

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-