22 outubro 2020 - 5:05

Ada e Volnei levam dúvidas do MDB a comissão especial nesta sexta (24)

Escolhidos para representar a Bancada do MDB na Comissão Especial criada na Assembleia Legislativa para acompanhar as ações do governo durante a vigência do decreto de calamidade em função da pandemia da Covid-19, a deputada Ada De Luca e o deputado Volnei Weber apresentaram questionamentos que devem seguir para o Executivo após reunião programada para a manhã desta sexta-feira (24).

Ada De Luca focou especialmente na questão dos leitos de UTIs e na criação de hospitais de campanha. Quer saber quanto o governo gasta por leito, e quanto gastará com futuros contratos, por leito/dia. Quer detalhes do custo estimado para funcionamento de hospital de campanha e por qual razão o governo preferiu não destinar tais recursos para hospitais tradicionais, com possibilidade de expansão de enfermarias e de UTIs. Sobre a transparência nas licitações, também questiona se a Controladoria-Geral e a Secretaria de Integridade e Governança do próprio governo providenciaram alguma investigação sobre processos em andamento, ou do que foi suspenso para implantar o hospital de campanha da Marejada, em Itajaí. A deputada também quer informações sobre investimentos no período em favor de mulheres que enfrentam situação de vulnerabilidade social.

Volnei Weber questiona se existem diretrizes e orientações para o enfrentamento da pandemia do coronavírus. Em caso afirmativo, se são apenas para a administração direta ou se alcançam hospitais contratados e organizações sociais (OS) que trabalham para o governo. Em caso negativo, questiona se há possibilidade de o Executivo editar decreto neste sentido. O deputado pergunta sobre planos de contingenciamento para as equipes da saúde, com a contratação emergencial de mais profissionais. Quer saber se há protocolos de transferência de pacientes e comunicação com hospitais privados e com os municípios sobre essa questão. Cobra informações detalhadas sobre kits de diagnóstico do Covid-19, respiradores mecânicos e insumos de proteção das equipes da saúde, e sobre o planejamento sobre testagem em massa de profissionais da saúde e da população. Ainda questiona a possibilidade de transferências financeiras aos municípios com mais de 100 mil habitantes, para que montem centros de triagem e hospitais emergenciais. Finalmente, se há possibilidade de implantar um sistema de teleconsultoria na gestão da crise.

Assessoria da Bancada do MDB

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-