20 setembro 2021 - 5:15

Ação conjunta entre Policiais Civis de SC e SP liberta caminhoneiro que ficou quatro dias preso em cativeiro

O homem teria sido atraído ao estado paulista por um vantajoso trabalho de frete

Na manhã de ontem, terça-feira (17), um caminhoneiro morador de Santa Rosa do Sul (SC), no Sul de Santa Catarina, foi libertado por sequestradores que o mantiveram por quatro dias em cativeiro na cidade de Osasco (SP).

O homem teria sido atraído ao estado paulista por um vantajoso trabalho de frete. Na manhã da sexta-feira (13), ele foi assaltado por alguns homens e permaneceu em cárcere até hoje (17) pela manhã, quando foi liberado.

Durante todo o período que ficou em cárcere diversas tentativas de extorsão foram feitas pelos sequestrados à família da vítima. Para resolução do caso foi montada uma força-tarefa que integrou as Polícias Civis dos estados de Santa Catarina e São Paulo.

“Nós montamos uma força-tarefa, ficamos acompanhando as negociações e fizemos as investigações. A Diretoria de Inteligência da Polícia Civil colocou agentes à disposição para nos ajudar nesse sentido. Fizemos contato com a DAS de São Paulo, que é a divisão de sequestros de lá, que foi nos passando informações e nós fomos auxiliando nas negociações com a família aqui”, contou o Delegado de Polícia em Santa Rosa do Sul, André Coltro.

A vítima foi libertada íntegra e sem sinais de tortura. Ainda não houve prisão dos sequestradores, mas o Delegado afirma que um deles já foi identificado.

A investigação continuará a ser realizada pela Polícia Civil de São Paulo. Atuaram a DP de Santa Rosa do Sul, a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC), por meio da Delegacia de Roubos e Antissequestro (DRAS/PCSC), a Diretoria de Inteligência da PCSC, a DP de Indaial e a PCSP.

Alerta sobre anúncios “atrativos” para fretes

Diante do registro de novos casos de extorsão mediante sequestro, a Polícia Civil novamente alerta a motoristas de caminhão a ficarem atentos quanto a anúncios “atrativos” para fretes. Na verdade, se trata de uma modalidade criminosa em que os criminosos sequestram e exigem dinheiro em troca da libertação da vítima.

O Delegado de Polícia Anselmo Cruz, da Delegacia de Roubos e Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), afirma que há registros de casos contra motoristas de SC, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo, entre São Paulo (capital) e Osasco.

Mesmo indo com caminhões vazios, em locais próximos a Osasco (SP), em frente a empresas de logística, eles costumam ser abordados diretamente por assaltantes ou por alguém de jaleco de empresa orientando a seguir para outro portão.

Depois, ocorrem as extorsões por meio de saques nas contas das vítimas enquanto os motoristas ficam em cativeiro. “Sugerimos alerta sobre essa modalidade criminosa e orientamos aos motoristas a terem cautela”, diz o Delegado.

Denúncias podem ser dadas ao 181 ou WhatsApp (48) 98844-0011.

Fonte: PCSC

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-