22 janeiro 2022 - 4:26

Polícia Civil indicia detento por extorquir pessoas do interior do sistema prisional em Laguna

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Laguna, finalizou, na quarta-feira (01), um inquérito policial que apurou a autoria de um detento suspeito de liderar uma organização criminosa e que, recluso no sistema prisional, extorquia pessoas que se encontravam em liberdade.

O homem que já se encontrava preso foi indiciado por integrar organização criminosa e por extorsão e lavagem de capitais. Desse modo, a Polícia Civil representou por novo mandado de prisão contra o investigado. Além disso, outros dois investigados também foram indiciados por lavagem de capitais e por terem ocultados valores ilícitos em suas respectivas contas.

De acordo com as investigações, do interior do presídio, o detento extorquiu uma moradora do município de Laguna para que ela pagasse valores ilícitos para uma organização criminosa, sob pena de ser morta.

As diligências também apontam que uma amiga da vítima, à época também extorquida, foi morta no ano de 2018, no município de São José, pelos mesmos integrantes dessa organização. A Polícia Civil também constatou que, visando ocultar os valores arrecadados com as extorsões, a organização se utilizava de contas bancárias em nome de “laranjas”, o que caracteriza também o crime de lavagem de capitais.

PCSC

- Anúncio -
-Anúncio-
-Anúncio-
-Anúncio-